6. Somente Ele, que pode criar e governar sobre o céu, a terra e todas as coisas, é o único Deus verdadeiro, o Senhor da criação

6. Somente Ele, que pode criar e governar sobre o céu, a terra e todas as coisas, é o único Deus verdadeiro, o Senhor da criação

Palavras de Deus relevantes:

Deus é Aquele que governa sobre todas as coisas e administra todas as coisas. Ele criou tudo que existe, Ele administra tudo que existe e Ele também governa sobre tudo que existe e provê para tudo que existe. Esse é o status de Deus e é a Sua identidade. Para todas as coisas e para tudo que existe, a verdadeira identidade de Deus é a de Criador e de Governante de toda a criação. Essa é a identidade que Deus possui, e Ele é único entre todas as coisas. Nenhuma das criaturas de Deus — quer estejam no meio dos homens ou no mundo espiritual — pode usar qualquer meio ou desculpa para imitar ou substituir a identidade e o status de Deus, pois há apenas Um entre todas as coisas que possui essa identidade, poder, autoridade e capacidade de governar sobre a criação: nosso Próprio Deus, o Único. Ele vive e se move no meio de todas as coisas; Ele pode subir ao lugar mais alto, acima de todas as coisas; Ele pode Se humilhar tornando-Se humano, tornando-Se um entre os que são de carne e osso, ficando cara a cara com as pessoas e compartilhando prosperidade e infortúnio com elas; ao mesmo tempo, Ele comanda tudo que existe, decidindo o destino de tudo que existe e em que direção tudo se move. Além disso, Ele guia o destino de toda a humanidade e a direção da humanidade. Um Deus como esse deve ser adorado, obedecido e conhecido por todos os seres vivos. Assim, independentemente do grupo e tipo de seres humanos a que você pertence, crer em Deus, seguir a Deus, reverenciar a Deus, aceitar Seu governo e aceitar Seus arranjos para seu destino é a única escolha — a escolha necessária — para qualquer pessoa e para qualquer ser vivo. Na singularidade de Deus, as pessoas veem que Sua autoridade, Seu caráter justo, Sua essência e os meios pelos quais Ele provê para todas as coisas são todas completamente únicas; essa singularidade determina a verdadeira identidade do Próprio Deus e também determina Seu status. Portanto, no meio de todas as criaturas, se algum ser vivo no mundo espiritual ou no meio da humanidade desejasse ocupar o lugar de Deus, sucesso seria impossível, como seria qualquer tentativa de se passar por Deus. Isso é fato.

Extraído de ‘O Próprio Deus, o Único X’ em “A Palavra manifesta em carne”

O poder de Deus é capaz de criar coisas de qualquer forma que tenham vida e vitalidade, e isso é determinado pela vida de Deus. Deus é vida, portanto, Ele é a fonte de todos os seres vivos. Além disso, a autoridade de Deus pode fazer com que todos os seres vivos obedeçam a cada palavra de Deus, ou seja, que venham a existir de acordo com as palavras da boca de Deus, e vivam e se reproduzam pelo comando de Deus, segundo o qual Deus governa e comanda todos os seres vivos, e nunca haverá nenhum desvio, para todo o sempre. Nenhuma pessoa ou objeto tem essas coisas; somente o Criador possui e carrega tal poder, e, portanto, é chamado de autoridade. Essa é a singularidade do Criador. Como tal, independentemente de ser a palavra “autoridade” em si ou a essência dessa autoridade, cada uma delas somente pode ser associada ao Criador, porque é um símbolo da identidade e essência únicas do Criador, e representa a identidade e status do Criador; além do Criador, nenhuma pessoa ou objeto pode ser associado à palavra “autoridade”. Essa é uma interpretação da autoridade única do Criador.

Extraído de ‘O Próprio Deus, o Único I’ em “A Palavra manifesta em carne”

A maior diferença entre Deus e a humanidade é que Deus governa e provê para toda a criação. Ele é a fonte de tudo, e, enquanto Deus provê para toda a criação, a humanidade desfruta dela. Isto é, o homem desfruta de todas as coisas da criação quando aceita a vida que Deus concede a todas as coisas. Deus é o Mestre, e a humanidade desfruta dos frutos da criação de todas as coisas por Deus. Qual, então, da perspectiva de todas as coisas da criação de Deus, é a diferença entre Deus e a humanidade? Deus pode ver claramente as leis de como todas as coisas crescem e Ele controla e domina essas leis. Isto é, todas as coisas estão dentro da visão de Deus e dentro do escopo de Seu escrutínio. A humanidade consegue ver todas as coisas? O que a humanidade consegue ver é limitado ao que está diretamente diante dela. Se você escalar uma montanha, o que você vê é apenas essa montanha. Você não consegue ver o que está do outro lado da montanha. Se você vai à costa, o que você vê é apenas esse lado do oceano e não pode saber como é o outro lado do oceano. Se você entra numa floresta, você pode ver a vegetação diante de você e ao seu redor, mas você não consegue ver o que está mais adiante. Os humanos não conseguem ver lugares que são mais altos, mais distantes, mais profundos. Tudo que conseguem ver é o que está diretamente diante deles, dentro de seu campo de visão. Mesmo que os humanos conheçam a lei que dita as quatro estações do ano e as leis de como todas as coisas crescem, eles ainda assim são incapazes de gerenciar ou ditar todas as coisas. No entanto, a maneira como Deus vê toda a criação é igual a como ele veria uma máquina que Ele construiu pessoalmente. Ele conhece profundamente cada componente e cada conexão, quais são os seus princípios, quais são os seus padrões e quais são os seus propósitos — Deus conhece tudo isso com o mais alto grau de clareza. Por isso Deus é Deus e o homem é homem! Mesmo que o homem se aprofunde em sua pesquisa da ciência e das leis que governam todas as coisas, essa pesquisa é limitada em escopo, enquanto Deus controla tudo. Para o homem, o controle de Deus é infinito. Um homem poderia passar a vida inteira pesquisando o mentor feito de Deus sem obter nenhum resultado verdadeiro. É por isso que se você usar apenas o conhecimento e o que você aprendeu para estudar Deus, você nunca será capaz de conhecer ou de entendê-Lo. Mas se você escolher o caminho de buscar a verdade e buscar a Deus e olhar para Deus a partir da perspectiva de vir a conhecê-Lo, então, um dia, você reconhecerá que as ações e sabedoria de Deus estão em todo lugar ao mesmo tempo, e você saberá por que Deus é chamado de Mestre de todas as coisas e de fonte de vida para todas as coisas. Quanto mais você ganhar tal entendimento, mais você entenderá porque Deus é chamado de Mestre de todas as coisas. Todas as coisas e tudo, incluindo você, estão constantemente recebendo o fluxo constante da provisão de Deus. Você também será capaz de sentir claramente que, neste mundo e entre esta humanidade, não existe ninguém exceto Deus que poderia ter tal capacidade e a essência com que ele governa, gerencia e mantém a existência de todas as coisas.

Extraído de ‘O Próprio Deus, o Único VIII’ em “A Palavra manifesta em carne”

Deus será para sempre a encarnação da justiça, enquanto Satanás, os demônios e o arcanjo serão para sempre a encarnação do mal e os arquétipos de forças malignas. Deus será justo para sempre; isso é um fato imutável e um aspecto da transcendência e da extraordinariedade de Deus. Ainda que o homem adquirisse a totalidade de Deus, ele mesmo assim jamais conseguiria ultrapassar Deus — eis a diferença entre o homem e Deus. As pessoas só podem viver vidas comuns em meio às leis e aos preceitos estabelecidos por Deus, e só conseguem administrar tudo que foi criado por Deus em meio a essas leis e preceitos; não podem formular nem criar novas leis e preceitos, muito menos podem mudar este mundo — isso é fato. E o que esse fato mostra? Que, não importando quão grandes sejam a autoridade, o poder e a capacidade que Deus dê à humanidade, no fim, ninguém pode ultrapassar a autoridade de Deus. Não importa quantos sejam os anos, quão numerosas sejam as gerações, quão grande seja a população humana, a humanidade sempre só será capaz de viver sob a autoridade e a soberania de Deus; isso é um fato imutável, e não pode mudar jamais!

Extraído de ‘Eles só cumprem seu dever para se distinguir e alimentar seus próprios interesses e ambições; eles nunca levam em consideração os interesses da casa de Deus e até traem esses interesses em troca de glória pessoal (I)’ em “Expondo os anticristos”

Existem várias religiões importantes no mundo, e cada uma tem seu próprio chefe, ou líder, e os seguidores estão espalhados por diferentes países e regiões em todo o mundo; quase todo país, seja grande ou pequeno, tem diferentes religiões dentro dele. No entanto, independentemente de quantas religiões existam em todo o mundo, todas as pessoas dentro do universo, em última instância, existem sob a orientação de um Deus, e sua existência não é guiada por chefes ou líderes religiosos. Isso significa dizer que a humanidade não é guiada por um chefe ou líder religioso em particular; em vez disso, toda a humanidade é conduzida pelo Criador, que criou os céus, a terra e todas as coisas, e também criou a humanidade — e isso é um fato. Embora o mundo tenha várias religiões principais, independentemente de quão grandes sejam, todas elas existem sob o domínio do Criador, e nenhuma delas pode exceder o escopo desse domínio. O desenvolvimento da humanidade, a superação da sociedade, o desenvolvimento das ciências naturais — cada um destes é inseparável dos arranjos do Criador, e essa obra não é algo que possa ser feito por um determinado chefe religioso. O chefe religioso é meramente o líder de uma religião em particular, e não pode representar Deus ou Aquele que criou os céus e a terra e todas as coisas. O chefe religioso pode liderar todos os que pertencem à religião inteira, mas não pode comandar todas as criaturas sob os céus; esse é um fato universalmente reconhecido. O chefe religioso é apenas um líder e não pode ser igual a Deus (o Criador). Todas as coisas estão nas mãos do Criador e, no final, todas elas retornarão às mãos do Criador. A humanidade foi criada por Deus e, independentemente da religião, cada pessoa retornará ao domínio de Deus — isso é inevitável. Somente Deus é o Altíssimo dentre todas as coisas, e o governante supremo dentre todas as criaturas também deve retornar sob Seu domínio. Não importa quão elevado seja o status do homem, ele não pode levar a humanidade a um destino adequado, e ninguém é capaz de classificar todas as coisas de acordo com sua espécie. O Próprio Jeová criou a humanidade e classificou cada um de acordo com sua espécie, e quando o tempo do fim chegar Ele Mesmo ainda fará Sua própria obra, classificando todas as coisas de acordo com sua espécie — essa obra não pode ser feita por ninguém a não ser Deus. Os três estágios da obra realizada desde o início até hoje foram todos realizados pelo Próprio Deus e foram realizados pelo único Deus. O fato dos três estágios da obra é o fato da liderança de Deus de toda a humanidade, um fato que ninguém pode negar. No final dos três estágios da obra, todas as coisas serão classificadas de acordo com sua espécie e voltarão a estar sob o domínio de Deus, pois em todo o universo existe apenas este único Deus, e não há outras religiões. Aquele que é incapaz de criar o mundo será incapaz de trazê-lo ao fim, enquanto Aquele que criou o mundo certamente será capaz de lavá-lo a um fim. Portanto, se alguém for incapaz de acabar com uma era e é meramente capaz de ajudar o homem a cultivar sua mente, então ele certamente não será Deus, e certamente não será o Senhor da humanidade. Ele será incapaz de fazer uma obra tão grande; existe apenas um que pode realizar tal obra, e todos os que são incapazes de realizá-la são certamente inimigos e não Deus. Todas as religiões malignas são incompatíveis com Deus e desde que são incompatíveis com Deus, são inimigas de Deus. Toda a obra é feita por este único Deus verdadeiro, e o universo inteiro é comandado por este único Deus. Independentemente de ser Sua obra em Israel ou na China, independentemente de a obra ser realizada pelo Espírito ou pela carne, tudo é feito pelo Próprio Deus, e não pode ser feito por mais ninguém. É precisamente porque Ele é o Deus de toda a humanidade que Ele trabalha livremente, sem restrições por quaisquer condições — e essa é a maior de todas as visões.

Extraído de ‘Conhecer os três estágios da obra de Deus é a senda para conhecer Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

O Espírito de Deus pode realizar muita obra. Ele é capaz de criar o mundo e de destruí-lo inundando a terra; Ele pode redimir toda a humanidade e, além disso, Ele pode conquistar e destruir toda a humanidade. Toda essa obra é realizada pelo Próprio Deus e não pode ser feita por qualquer outra das pessoas de Deus em Seu lugar. Seu Espírito pode ser chamado pelos nomes de Jeová e Jesus, bem como de Todo-Poderoso. Ele é o Senhor, e Cristo. Ele também pode se tornar o Filho do homem. Ele está nos céus e também na terra; Ele está no alto, acima dos universos e entre a multidão. Ele é o único Mestre dos céus e da terra! Desde o tempo da criação até agora, essa obra foi realizada pelo Espírito do Próprio Deus. Seja a obra nos céus ou na carne, tudo é realizado pelo Seu próprio Espírito. Todas as criaturas, no céu ou na terra, estão na palma de Sua mão todo-poderosa; tudo isso é obra do Próprio Deus e não pode ser feita por nenhum outro em Seu lugar. Nos céus, Ele é o Espírito, mas também o Próprio Deus; entre os homens, Ele é carne, mas permanece o Próprio Deus. Embora Ele possa ser chamado por centenas de milhares de nomes, Ele ainda é Ele Mesmo, a expressão direta de Seu Espírito. A redenção de toda a humanidade por meio de Sua crucificação foi a obra direta de Seu Espírito, e assim também é a proclamação para todas as nações e todas as terras durante os últimos dias. Em todos os momentos, Deus só pode ser chamado o todo-poderoso e o único Deus verdadeiro, o Próprio Deus todo-inclusivo. As pessoas distintas não existem, muito menos essa ideia do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Existe apenas um Deus no céu e na terra!

Extraído de ‘A Trindade existe?’ em “A Palavra manifesta em carne”

Se aquilo em que você crê não é o Próprio Deus, o Único, é possível que você creia em um ídolo ou em um grande homem ou em um bodisatva, ou que você adore o Buda que está em seu coração. Além disso, é possível que você creia em uma pessoa comum. Em suma, devido às várias formas de crença e atitudes das pessoas para com Deus, elas põem o Deus de sua própria cognição em seu coração, impõem sua imaginação a Deus, põem suas atitudes e imaginações sobre Deus lado a lado do Próprio Deus único e, depois, as defendem para serem consagradas. O que isso significa quando as pessoas têm atitudes impróprias para com Deus? Isso significa que elas rejeitaram o verdadeiro Próprio Deus e estão adorando um falso deus; isso indica que, ao mesmo tempo em que creem em Deus, elas estão rejeitando a Deus e se opondo a Ele e que negam a existência do Deus verdadeiro. Se as pessoas se apegarem a essas formas de crença, quais consequência elas terão que encarar? Com tais formas de crença, elas serão capazes de se aproximar cada vez mais do cumprimento das exigências de Deus? (Não, não serão.) Pelo contrário, por causa de suas noções e imaginações, elas se afastarão cada vez mais do caminho de Deus, pois a direção que buscam é o oposto da direção que Deus requer que elas tomem. Vocês já ouviram falar da história de “ir para o sul dirigindo a carroça para o norte”? Isso pode ser muito bem um caso de ir para o sul dirigindo a carroça para o norte. Se as pessoas crerem em Deus de maneira tão ridícula, então, quanto mais você tentar, mais se afastará de Deus. Assim, Eu admoesto vocês deste modo: antes de começarem, você deve primeiro discernir se está realmente indo na direção certa. Concentre-se em seus esforços e certifique-se de perguntar a si mesmo: “O Deus em quem eu creio é o Governante de todas as coisas? O Deus em quem eu creio é apenas alguém que me dá sustento espiritual? Ele é simplesmente meu ídolo? O que esse Deus em quem eu creio exige de mim? Deus aprova tudo que eu faço? Todas as minhas ações e buscas estão alinhadas com a busca de conhecer a Deus? Elas estão em sintonia com as exigências de Deus a mim? A senda que trilho é reconhecida e aprovada por Deus? Ele está satisfeito com a minha fé?” Você deve fazer essas perguntas a si mesmo frequente e repetidamente. Se você deseja buscar o conhecimento de Deus, você deve ter uma consciência clara e objetivos claros antes de poder satisfazer a Deus com sucesso.

Extraído de ‘O Próprio Deus, o Único X’ em “A Palavra manifesta em carne”

6. Somente Ele, que pode criar e governar sobre o céu, a terra e todas as coisas, é o único Deus verdadeiro, o Senhor da criação