O que eu devia fazer quando meu marido teve um caso? (parte 2)

Por Shiji

A traição do meu marido teve sua origem nas tendências malignas da sociedade

Ao longo dos próximos dias, participei com frequência de reuniões com os irmãos e irmãs, e líamos as palavras de Deus, cantávamos hinos e dançávamos em louvor a Deus. Aos poucos, meu humor opressivo clareou muito. Mas sempre que me lembrava de como meu marido tinha me traído, eu sentia uma pulsação abafada de dor em meu coração. Apenas mais tarde, quando li as palavras de Deus, entendi por que meu marido tinha se afastado e entendi também a causa principal da minha dor.

O que eu devia fazer quando meu marido teve um caso?

Certo dia, li estas palavras em O Próprio Deus, o Único VI: “Quando o vento de uma tendência soprar, talvez apenas um pequeno grupo de pessoas se tornará o formador de tendências. Elas começam fazendo esse tipo de coisa, aceitando esse tipo de ideia ou esse tipo de perspectiva. A maioria das pessoas, contudo, no meio de sua inconsciência, serão continuamente infectadas, assimiladas e atraídas por esse tipo de tendência, até que elas todas, sem se darem conta ou involuntariamente, o aceitam e se tornam todas submersas na tendência e controladas por ela. Para o homem que não possui o corpo e a mente sãos, que nunca sabe o que é a verdade, que não sabe a diferença entre coisas positivas e negativas, esse tipo de tendências, uma após a outra, fará com que todos desejem aceitar essas tendências, a visão de vida e os valores que vêm de Satanás. Ele aceita o que Satanás lhe diz sobre como abordar a vida e o modo de viver que Satanás lhe ‘concede’. Ele não tem a força, nem tem a habilidade, muito menos a consciência para resistir”. “Satanás destrói o que do homem? (Sua mente, todo o seu ser.) Satanás destrói sua mente, fazendo você impotente para resistir, o que significa que muito lentamente o seu coração se volta para Satanás a despeito de você mesmo. Ele incute essas coisas em você todos os dias, usando todos os dias essas ideias e culturas para influenciar e nutrir você, arruinando bem lentamente sua vontade, fazendo com que você não queira mais ser uma boa pessoa, fazendo com que você não queira mais defender o que você chama de justiça. Sem o saber, você não tem mais a força de vontade para nadar corrente acima contra a maré, mas, em vez disso, flui para baixo com ela. ‘Destruição’ significa que Satanás atormenta tanto as pessoas que elas não se parecem mais nem com um homem nem com um fantasma e, então, aproveita a oportunidade para devorá-las”.

Após ler as palavras de Deus, entendi que meu marido tinha se afastado porque ele tinha sido enganado e corrompido pelas tendências malignas atiçadas por Satanás. Eu me lembrei de quão grato meu marido se sentira quando viu o quanto eu fazia por ele, da diligência e consciência com que tinha trabalhado após sua formatura para me recompensar e de como ele tinha lutado e se esforçado para que pudéssemos ter uma vida melhor no futuro. Mas quando abriu seu próprio negócio e começou a ficar famoso, as únicas pessoas com que se misturava eram executivos e celebridades, ele passou a frequentar locais de diversão como bares de karaokê, boates e saunas e, sob a influência dessas pessoas e coisas, ele, inconscientemente, começou a aceitar ideias malignas como “A bandeira vermelha em casa nunca cai, as bandeiras coloridas lá fora esvoaçam ao vento”, “Sem uma mulher ao seu lado, o homem não tem gosto na vida”, “Não peça eternidade, contente-se com o agora” e “Correr atrás de mulheres bonitas é uma maneira digna de viver”. Ele acreditava que era correto e normal ter outra mulher ao seu lado, mantê-la e ter filhos com ela, que tudo isso eram expressões de virilidade e capacidade, por isso ele seguiu essas tendências malignas e iniciou um caso sem qualquer hesitação. Corroído e destruído por essas ideias malignas, o pensamento do meu marido ficou deformado, e o pouco de consciência que tinha foi substituído por uma falta completa de responsabilidade e moralidade, e ele se tornou um homem frio, ingrato e infiel. Ele só se importava com a satisfação de seus próprios desejos físicos e ignorou meus sentimentos ou as consequências danosas que suas ações teriam para nosso filho, e ele levou isso a tal extremo que, a fim de estar com sua outra mulher, ele ficou me pressionando para que eu assinasse os documentos de divórcio, perdendo qualquer consciência e razão. Ele se tornou cada vez mais sórdido, perverso e degenerado, e não são esses os frutos de ser corrompido e prejudicado por Satanás? Então refleti sobre a sociedade moderna. Sob o impacto feroz e a invasão de tendências malignas, muitos maridos e esposas que, no passado, foram muito amorosos, se separaram porque um ou o outro estava tendo um caso, e isso tinha destruído muitas famílias felizes. Havia também muitas mulheres que queriam se vingar da mulher que tinha se envolvido com seu cônjuge, e casos de desfiguração e homicídio eram comuns. Além disso, havia muitas crianças que costumavam ser vigorosas e felizes, mas que, agora, sofriam de depressão porque seus pais tinham se divorciado, e algumas abandonaram a escola e decidiram viver uma vida degradada. Esses eram apenas alguns dos efeitos dessas tendências sociais malignas. Naquele momento, reconheci que era impossível se proteger contra os meios que Satanás empregava para corromper e prejudicar as pessoas. Ele estava usando essas opiniões e ideias falaciosas para sutilmente implantar suas visões malignas em nosso coração. Sem a verdade, nós seres humanos éramos incapazes de discernir o bem do mal, a beleza da feiura, as coisas positivas das coisas negativas. Éramos simplesmente incapazes de resistir às incursões dessas tendências malignas e, aos poucos, estávamos perdendo nossa humanidade, nossa razão, nossa dignidade e nossa integridade, e acabaríamos sendo prejudicados e devorados por Satanás — Satanás realmente é tão sinistro e implacável! Após entender essas coisas, eu soube que meu marido também tinha sido vítima do veneno dessas tendências malignas. Eu também tinha ouvido que ele e sua outra mulher tinham se separado pouco tempo após o nosso divórcio. Visto que eles tinham se juntado apenas para satisfazer suas próprias necessidades, o segundo divórcio do meu marido teve um final triste. Esse fato me permitiu ver com uma clareza ainda maior que Satanás era a fonte de todo mal e a raiz de toda a nossa dor.

O que eu devia fazer quando meu marido teve um caso?

(Fonte: Fotolia)

Mais tarde, numa reunião, li estas palavras de Deus: “Há seis meios primários que Satanás usa para corromper o homem. […] O terceiro é a doutrinação forçada. Doutrinação forçada do quê? A doutrinação forçada é feita por escolha do próprio homem? Ela é feita com o consentimento do homem? (Não.) Não importa se você não o consente. Em sua inadvertência, Satanás despeja em você, incute no seu pensamento, suas regras de vida e sua essência. […] O quinto é o engano e a paralisia. ‘Engano e paralisia’ consiste em que Satanás inventa algumas declarações e ideias agradáveis que estão de acordo com as concepções das pessoas para fazer parecer que ele está levando em consideração a carne das pessoas ou pensando na vida e no futuro delas, quando, de fato, isso é apenas para enganar você. Ele, então, paralisa você para que você não saiba o que é certo e o que é errado, de modo que você é involuntariamente enganado e, assim, fique sob seu controle” (de “O Próprio Deus, o Único VI”).

Enquanto contemplava as palavras de Deus, de repente, tudo ficou claro. Descobri que eu também tinha sido enganada pelas ideias falaciosas de Satanás. Satanás tinha usado os romances e todos os tipos de novelas românticas para me doutrinar com visões sobre o amor do tipo “amor é supremo” e “até que a morte nos separe” para fazer com que eu buscasse exclusivamente o casamento perfeito e feliz para que eu pudesse ser igual às protagonistas naqueles romances e compartilhar minha vida com o cavaleiro num cavalo branco que eu imaginava em meu coração e envelhecer com ele. Quando conheci meu marido, eu tinha certeza de que ele era o cavaleiro no cavalo branco que eu tinha ansiado, e sonhei que passaria o resto da minha vida com ele. A fim de alcançar meu objetivo, usei toda a minha força para ganhar dinheiro para financiar sua faculdade e, quando ele me traiu, eu continuei me agarrando a noção de que “o amor é supremo”, indisposta a encarar a realidade e desejando até despertar sua consciência através da minha própria morte. Mas a indiferença e frieza do meu marido transformaram meu coração em gelo, e eu me desesperei totalmente. Eu estava deprimida todos os dias, meu espírito quase desmoronou, e eu vivia como um morto-vivo. Em última análise, minha dor ainda tinha sua origem na corrupção de Satanás. Satanás tinha inventado todos os tipos de lindas histórias de amor para me enganar e fez com que eu as buscasse até a exaustão e sofrer tanto dano e dor. Apenas agora eu via o quanto eu tinha sido enganada pelas visões falaciosas de Satanás! Após alcançar esse entendimento, decidi que não sofreria mais com a traição de meu marido, mas que encararia calmamente o meu casamento que tinha acabado, desistiria da mágoa que eu guardava em meu coração e viveria uma vida feliz e livre.

Lembro-me do amor de Deus com gratidão e desejo segui-Lo até o fim

Mais tarde, quando estava fazendo minhas devoções espirituais, eu li estas palavras de Deus: “Sempre que Satanás corrompe o homem ou se envolve em um dano descontrolado, Deus não fica impassível, de perto, nem empurra para um lado ou finge que não vê aqueles que Ele escolheu. Tudo que Satanás faz é perfeitamente claro e compreendido por Deus. Não importa o que Satanás faça, não importa que tendência ele faça surgir, Deus sabe tudo que Satanás está tentando fazer, e Deus não desiste daqueles que Ele escolheu. Ao contrário, sem atrair qualquer atenção, em segredo, silenciosamente, Deus faz tudo que é necessário. Quando Deus começa a obra em alguém, quando Ele escolhe alguém, Ele não proclama isso a ninguém, nem proclama isso a Satanás, muito menos faz algum grande gesto. Ele apenas, muito tranquilamente, muito naturalmente, faz o que é necessário. […] Ele faz muitas coisas pelo homem e com grande custo; o homem não percebe nada desse custo ou dessas coisas que Deus faz e, mesmo assim, tudo o que Ele faz é, na realidade, realizado em cada pessoa individual” (de “O Próprio Deus, o Único VI”). “o que exatamente Deus dá ao homem? Ele lhe dispensa somente poucos cuidados, interesse e consideração quando você não está prestando atenção? O que Deus deu ao homem? Deus deu vida ao homem, deu-lhe tudo, e lhe outorga incondicionalmente sem exigir nada, sem nenhuma intenção ulterior. Ele usa a verdade, usa Suas palavras, usa Sua vida para conduzir e guiar o homem, afastando-o dos danos de Satanás, de suas tentações, de sua sedução, permitindo que o homem enxergue claramente através da natureza maligna de Satanás e de sua face hedionda. O amor e o interesse de Deus pela humanidade são verdadeiros? São algo que cada um de vocês pode experimentar? (Sim.)” (de “O Próprio Deus, o Único IV”).

O que eu devia fazer quando meu marido teve um caso?

Mais uma vez, as palavras de Deus me levaram às lágrimas. Entendi que, sempre que Satanás incita uma nova tendência maligna, Deus entende precisamente seu propósito perverso de corromper e prejudicar o homem, Ele sabe como são cruéis os meios que Satanás emprega para prejudicar o homem, e Ele conhece nossa fragilidade. Assim, a fim de nos capacitar a nos distanciarmos dos danos que Satanás causa e a discernirmos as diversas seduções e tentações de Satanás, Deus secretamente realiza muitas obras através de nós. Ele nos escolhe para que nos coloquemos diante Dele, usa Suas palavras para nos esclarecer e nos guiar e para nos capacitar a entender a verdade e a reconhecer a iniquidade e a feiura de Satanás como também as suas motivações abomináveis. Deus usa Suas palavras para nos capacitar a nos distanciarmos aos poucos da corrupção e das seduções de Satanás, para que não estejamos mais sujeitos aos danos de Satanás. Lembrando-me do passado, sem a salvação de Deus na hora certa, temo que eu teria sido diagnosticada com depressão clínica por estar tão deprimida todos os dias e eu teria sido prejudicada e devorada por Satanás. Dou graças pela salvação na hora certa por Deus, e dou graças a Deus por me confortar através de Suas palavras e por me capacitar a encontrar um apoio e a sentir calor em meio à minha solidão e meu desespero. Além disso, tinham sido as palavras de Deus que tinham me guiado e levado a finalmente entender a fonte de toda a minha dor e a deixar essa dor para trás.

Após ter passado por esse infortúnio no meu casamento, vim a apreciar verdadeiramente que o amor romântico não é sincero e que o amor do “até que a morte nos separe” é ainda mais um sonho inexistente. Se dependermos das ideias e visões de Satanás em nossa busca por um amor perfeito, só acabamos controlados e enganados por Satanás, e nossa vida se torna cada vez mais dolorosa. Apenas se nos colocarmos diante de Deus, lermos as Suas palavras e buscarmos a verdade com sinceridade, enxergando todos os esquemas enganosos de Satanás, livrando-nos das ideias falaciosas de Satanás e agindo de acordo com as palavras de Deus em todas as coisas, podemos alcançar uma paz, alegria e liberdade verdadeira. O fato de eu ter sido capaz de alcançar a provisão da verdade é mais valioso e mais precioso do que qualquer coisa mundana que poderia alcançar. Neste momento, sinto um apreço tão profundo pelo amor verdadeiro de Deus. Graças a Deus! A partir de agora, desejo seguir a Deus com seriedade e cumprir bem os meus deveres para retribuir a Deus por me salvar.

Conteúdo Relacionado