O mistério da ressurreição dos mortos

Por Li Cheng

Irmãos e irmãs, tenham paz no Senhor! Graças ao Senhor por Seus preparativos que nos permitiram comunicar as verdades das Escrituras aqui, e que o Senhor nos guie. Hoje, quero comungar com todos sobre o tema da “ressurreição dos mortos”.

Como sabem todas as pessoas que acreditam no Senhor, a ressurreição dos mortos se refere a algo que acontecerá quando Jesus retornar. Isso também é algo que nós, como cristãos, esperamos ver ansiosamente. Agora, como “os mortos” podem ser ressuscitados? Muitas pessoas se lembrarão do capítulo 37, versículos 5 e 6, do livro de Ezequiel: “Assim diz o Senhor Jeová a estes ossos: Eis que vou fazer entrar em vós o fôlego da vida, e vivereis. E porei nervos sobre vós, e farei crescer carne sobre vós, e sobre vos estenderei pele, e porei em vós o fôlego da vida, e vivereis. Então sabereis que eu sou Jeová.” No evangelho de João, capítulo 6, versículo 39, Jesus disse: “E a vontade do que me enviou é esta: Que eu não perca nenhum de todos aqueles que me deu, mas que eu o ressuscite no último dia.” E no capítulo 15, versículos 52 e 53 do livro de 1 Coríntios, lemos: “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque é necessário que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade.” Se as pessoas entenderem esses versículos literalmente, elas acreditarão que, nos últimos dias, quando o Senhor retornar, Ele realizará muitas coisas grandes e milagrosas. Com Sua onipotência, Ele ressuscitará o corpo dos santos que estiveram dormindo no Senhor por gerações. Ele os levantará de seus túmulos sob a terra e sob o mar. Naquele momento, os milhões de esqueletos que já apodreceram na terra ou que, há muito, se perderam no mar, receberão instantaneamente uma vida nova, eles se tornarão imortais e entrarão na glória. Como essa cena será espetacular! Essas são também as nossas perspectivas e imaginações sobre a ressurreição dos mortos. Como, exatamente, essa profecia será cumprida? Realmente será tão sobrenatural como imaginamos? O Senhor realizará a ressurreição dos mortos de acordo com nossas imaginações?

(Fonte: shutterstock)

Todos nós sabemos que a sabedoria de Deus é mais alta do que os céus. O que Deus faz excede nossos pensamentos e imaginações. Na Bíblia, está registrado: “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz Jeová. Porque, assim como o céu é mais alto do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos” (Isaías 55:8-9). Como criações diante de Deus, somos tão insignificantes e baixos como poeira. Jamais seremos capazes de compreender a obra de Deus. Isso é semelhante ao que está registrado na Bíblia, quando Jesus falou com Nicodemos sobre o caminho do renascimento: “Se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3:3). Nicodemos entendeu as palavras de Jesus no sentido literal. Ele acreditava que renascimento significava emergir mais uma vez do ventre da mãe. Usando sua mente e imaginação, ele entendeu uma questão espiritual como se fosse uma questão do mundo material, e esse tipo de entendimento é totalmente errado. Além disso, quando Jesus estava falando com a mulher samaritana, Ele disse: “Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede” (João 4:14). Na época, a mulher da Samaria não entendeu o que o Senhor estava dizendo. Ela pensou que “a água” que o Senhor estava oferecendo era a mesma água que as pessoas bebiam. Consequentemente, ela disse: “Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, nem venha aqui tirá-la” (João 4:15). Na verdade, a água à qual Jesus estava se referindo, era a palavra do Senhor. Ele estava se referindo à água da vida. A mulher samaritana entendeu apenas o sentido literal daquilo que Jesus disse e, assim, interpretou errado o significado. Isso nos mostra que a palavra de Deus é a verdade e que ela oculta os mistérios da obra de Deus. Se Deus não revelasse esses mistérios, nosso entendimento seria muito limitado. Semelhantemente, se entendêssemos apenas o significado literal da profecia, a ressurreição dos mortos, não estaríamos cometendo o mesmo erro de Nicodemos e da mulher samaritana? Portanto, quando se trata de profecias, precisamos manter a reverência, buscar mais e, de forma alguma, interpretar o texto literalmente, nem confiar em nossas concepções e imaginações para limitá-las, nem confiar em nosso próprio significado pessoal para explicá-las.

Agora, ao que, exatamente, a ressurreição dos mortos se refere? Ao que se refere “pessoa morta” e “pessoa viva”? Por milhares de anos, não houve uma pessoa sequer que tenha sido capaz de responder claramente a essa pergunta. Apenas Deus é capaz de desvelar esses mistérios. Agora, o Senhor já retornou na forma de Deus Todo-Poderoso encarnado. Ele expressou milhões de palavras e revelou todos os mistérios que se encontram na Bíblia. Vejamos juntos as palavras de Deus Todo-Poderoso. Deus Todo-Poderoso diz: “Deus criou o homem, após o que o homem foi corrompido por Satanás, e essa corrupção transformou as pessoas em ‘corpos mortos’ — e assim, depois de ter mudado, você será diferente desses corpos mortos. São as palavras de Deus que dão vida ao espírito das pessoas e as fazem renascer, e quando o espírito das pessoas renascer elas se tornarão vivas. A menção de ‘morto’ se refere aos cadáveres que não têm espírito, às pessoas cujo espírito morreu. Quando o espírito das pessoas ganha vida, elas se tornam vivas. Os santos que foram mencionados antes se referem a pessoas que se tornaram vivas, aquelas que estavam sob a influência de Satanás, mas que derrotaram Satan […] Originalmente, o homem criado por Deus estava vivo, mas por causa da corrupção de Satanás, o homem vive dentre a morte, vive sob a influência de Satanás, e assim essas pessoas se tornaram os mortos que estão sem espírito, se tornaram inimigos que se opõem a Deus, se tornaram as ferramentas de Satanás, se tornaram os prisioneiros de Satanás. […] Os mortos são aqueles que não têm espírito, aqueles que estão entorpecidos ao extremo e que se opõem a Deus. Além disso, são aqueles que não conhecem Deus. Essas pessoas não têm a menor intenção de obedecer a Deus, elas só se rebelam contra Ele, se opõem a Ele e não têm a menor lealdade. Os vivos são aqueles cujo espírito renasceu, que sabem obedecer a Deus e que são leais a Deus. Eles possuem a verdade e o testemunho, e apenas essas pessoas são agradáveis a Deus em Sua casa. Deus salva aqueles que podem se tornar vivos, que conseguem enxergar a salvação de Deus, que podem ser leais a Deus e que estão dispostos a buscar Deus. Ele salva aqueles que acreditam na encarnação de Deus e acreditam em Sua aparição” (de ‘Você se tornou vivo?’ em “A Palavra manifesta em carne”).

As palavras de Deus Todo-Poderoso nos explicam o que significa “pessoa morta” e “pessoa viva”. No início, Deus criou Adão e Eva. Eram seres humanos vivos dotados de espírito, possuíam consciência e razão e eram capazes de manifestar Deus e honrar a Deus. Mais tarde, foram seduzidos por Satanás para comerem o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Em decorrência disso, ficaram cheios do veneno de Satanás. Não eram mais devotos a Deus nem obedeciam a Deus. Eles tinham perdido qualquer semelhança com as pessoas que Deus tinha criado no início. Apesar de sua carne ainda estar viva, aos olhos de Deus, eles já tinham se tornado pessoas mortas sem espírito. Atualmente, estamos sendo cada vez mais corrompidos por Satanás. Estamos cheios dos caracteres corruptos de Satanás como arrogância, egoísmo, traição, malícia e cobiça. Isso chegou ao ponto em que, quando nos deparamos com algo que não esteja de acordo com as nossas próprias ideias, nós nos queixamos a Deus, julgamos Deus, resistimos e traímos a Deus. Aos olhos de Deus, também somos pessoas mortas sem espírito. Isso nos mostra que “pessoa morta” se refere àquele que está vivendo sob a influência de Satanás, àquele que tem uma natureza corrupta que resiste a Deus e àquele que é inimigo de Deus. Alternativamente, “pessoa viva” se refere àquele que se livrou do caráter satânico corrupto, àquele que restaurou sua consciência e razão, àquele que tem conhecimento de Deus, àquele que obedece a Deus e àquele que ama a Deus. Essas pessoas têm um lugar para Deus em seu coração. Em todas as questões, são capazes de buscar a verdade, compreender a vontade de Deus, praticar de acordo com as palavras de Deus e com a verdade e não agir mais segundo as regras de vida de Satanás. São pessoas que triunfaram sobre a influência de Satanás e retornaram para Deus. Essas são pessoas vivas com espírito e são verdadeiramente aqueles que foram ressuscitados dentre os mortos.

Após entenderem a diferença entre “pessoa morta” e “pessoa viva”, alguns irmãos e irmãs poderão perguntar: Como a profecia da ressurreição dos mortos se cumprirá? Antes de responder a essa pergunta, vejamos um exemplo. Mesmo que nossos pecados tenham sido expiados e perdoados por Jesus, a raiz do nosso pecado não foi resolvida. Ainda vivemos em nosso caráter satânico corrompido. Cometemos pecados e então os confessamos, dia após dia. Somos, por exemplo, incapazes de observar os mandamentos de Deus e de colocar as palavras do Senhor em ação. Somos como aqueles no mundo secular que seguem as marés do mundo, desejando riqueza e prazer carnal. Somos dominados por nossa natureza satânica, somos arrogantes e presunçosos, desonestos e traiçoeiros, egoístas e baixos. Frequentemente, nós nos rebelamos contra Deus e resistimos a Ele. Gostamos de nos exibir em meio a multidões de pessoas. Damos testemunho de nós mesmos para que os outros nos admirem e competimos com Deus por status. Para o nosso próprio benefício pessoal, somos capazes de fazer coisas traiçoeiras e usar meios desleais, contar mentiras para enganar as pessoas e lutar abertamente e manobrar secretamente com outros. Somos até capazes de fazer juramentos falsos e promessas vazias diante do Senhor. Enquanto nossas bocas dizem que amamos o Senhor, em essência, estamos pechinchando com o Senhor. Tentamos trocar nossa labuta externa, as coisas que abandonamos e o nosso despender pelas concessões e bênçãos do Senhor. Acreditamos no Senhor, mas não O honramos como grande. Não temos um lugar para o Senhor em nosso coração. Em vez disso, adoramos celebridades, pessoas grandes, pastores e presbíteros etc. Se somos incapazes de purificar nosso caráter corrupto, como podemos nos tornar pessoas vivas e como podemos alcançar a aprovação de Deus e entrar no reino dos céus? Portanto, ainda necessitamos da salvação mais avançada de Deus.

(Fonte: shutterstock)

Jesus disse: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). Evidentemente, o Senhor retornará nos últimos dias para expressar a verdade e realizar o estágio final de Sua obra de conceder vida ao homem. As palavras de Deus Todo-Poderoso dizem: “Se as pessoas desejam se tornar seres vivos, dar testemunho de Deus e serem aprovadas por Deus, devem aceitar a salvação de Deus, devem se submeter de bom grado a Seu julgamento e castigo, aceitar de bom grado a poda e o tratamento de Deus. Só então elas serão capazes de colocar em prática todas as verdades exigidas por Deus, só então vão ganhar a salvação de Deus e se tornar seres vivos de verdade” (de ‘Você se tornou vivo?’ em “A Palavra manifesta em carne”). Nos últimos dias, a fim de nos salvar completamente do império de Satanás, Deus encarnou mais uma vez. Ele usa o nome de Deus Todo-Poderoso para lançar Sua obra de julgamento, que começa pela casa de Deus. Experimentamos o julgamento e castigo, o tratamento e a poda, as provações e o refinamento das palavras de Deus. Entendemos realmente a verdade factual da nossa própria resistência e rebelião contra Deus e nossa natureza e essência satânica. Ao mesmo tempo, temos algum entendimento do caráter justo e santo de Deus. Vemos a salvação real que Deus tem para nós. Além do mais, aprendemos a odiar e abandonar nosso próprio caráter satânico. Estamos dispostos a colocar a verdade em ação, a confiar nas palavras de Deus para viver como seres humanos, a lançar fora nosso caráter corrupto e satisfazer a vontade de Deus. Recebemos as verdades que Deus expressa e fizemos delas a nossa vida. Alcançamos obediência verdadeira a Deus, amor por Deus, e vivemos uma semelhança humana genuína. É assim que uma “pessoa morta” pode se transformar em uma “pessoa viva”, que significa ser ressuscitado dentre os mortos. Isso também cumpre as palavras de Jesus: “E a vontade do que me enviou é esta: Que eu não perca nenhum de todos aqueles que me deu, mas que eu o ressuscite no último dia” (João 6:39). Claramente, a ressurreição dos mortos é realizada e cumprida através da obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, e não é tão sobrenatural como as pessoas imaginam. Irmãos e irmãs, o que Deus quer são pessoas vivas, não pessoas mortas. Apenas pessoas vivas podem honrar a Deus e dar testemunho Dele. Apenas pessoas vivas são qualificadas para herdar a promessa de Deus — entrar no reino dos céus. É apenas aceitando a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, experimentando o julgamento e castigo das palavras de Deus e aceitando a verdade como a nossa vida que podemos ser ressuscitados dentre os mortos!

Graças a Deus! Toda a glória pertence a Deus!

Conteúdo Relacionado