Como acreditamos no Senhor há tantos anos, sempre sentimos que enquanto alguém praticar a humildade, a tolerância, amar os irmãos e irmãs e puder seguir o exemplo de Paulo, dedicando-se e trabalhando para o Senhor, ele estará seguindo o caminho do Senhor e será arrebatado ao reino dos céus quando o Senhor voltar. Como Paulo disse: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, […]” (2 Timóteo 4:7-8). Mas vocês testemunharam que quando acreditamos no Senhor, temos que receber o julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias. Quando recebermos purificação, seremos agraciados por Deus e admitidos no reino dos céus. Eu tenho uma pergunta: Acreditamos no Senhor há tantos anos, nos dedicamos e trabalhamos pelo Senhor, podemos entrar no reino dos céus sem o julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias?

2021-02-20 1

Resposta: Muitos fiéis do Senhor acham que seguir o exemplo de Paulo, dedicando-se e trabalhando para o Senhor é o mesmo que seguir o caminho Dele e se qualificar para ser admitido no reino dos céus quando o Senhor voltar. Isso se tornou a concepção de muitas pessoas Essa concepção se baseia na palavra do Senhor? Agrada o coração do Senhor se nos orientarmos assim? Seguimos o caminho do Senhor, trabalhando para Ele, como Paulo? Seremos elegíveis para o reino dos céus? O Senhor Jesus disse: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade” (Mateus 7:21-23). O Senhor Jesus disse claramente. Somente aqueles que seguem a vontade de Deus poderão entrar no reino dos céus. O Senhor Jesus não disse que aqueles que se sacrificarem, se dedicarem e trabalharem para o Senhor poderão entrar no reino dos céus. Muitos dos que pregam, expulsam demônios e fazem maravilhas em nome do Senhor são pessoas que trabalham. Além de não os glorificar, o Senhor os considera operários da injustiça. Paulo disse: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, […]” (2 Timóteo 4:7-8). Essa afirmação contradiz as palavras do Senhor Jesus. É fundamentalmente incompatível com a intenção do Senhor. Para ser levado ao reino dos céus, só existe um caminho certo, claramente dito pelo Senhor Jesus: “Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!” (Mateus 25:6). “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo” (Apocalipse 3:20). “Cear com o Senhor” quer dizer receber a obra do julgamento de Deus nos últimos dias. Ao recebermos o julgamento e o castigo de Deus, entendemos todas as verdades, somos purificados e tornados perfeitos. Esses são os resultados de cearmos com o Senhor. Então podemos ter certeza de que recebendo a purificação do julgamento e castigo de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, alguém pode entrar no reino dos céus.

Todos sabemos que somente o Senhor Jesus Cristo é a verdade, o caminho e a vida. Então a entrada de alguém no reino dos céus deve ser baseada na palavra definitiva do Senhor Jesus. Paulo era somente um apóstolo que pregava o evangelho. Ele não podia falar em nome do Senhor. O caminho que ele escolheu não era necessariamente o reino dos céus porque o Senhor Jesus não testemunhou que o caminho de Paulo estava correto. Além disso,o Senhor Jesus não falou para as pessoas seguirem o exemplo de Paulo. Se nos guiarmos somente pelas palavras de Paulo para escolher o caminho para o reino dos céus, será fácil nos desviarmos. O Senhor Jesus disse: “[…] mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.” Essa frase nos diz que temos que acreditar na palavra do Senhor. O único caminho para o reino dos céus é seguir a vontade de Deus. Quando o Senhor Jesus voltar nos últimos dias para fazer o julgamento, começando pela casa de Deus, se ouvirmos a voz de Deus, recebermos Sua obra nos últimos dias, conseguirmos receber a purificação e sermos feitos perfeitos pelo julgamento e castigo de Deus, seremos pessoas que obedecem a vontade de Deus e estaremos qualificados para entrar no reino dos céus. Isso está absolutamente certo. Aqueles que contam somente com o entusiasmo para pregar pelo Senhor, expulsam os demônios, fazem maravilhas em nome do Senhor, não prestam atenção em praticar a palavra Dele, nem buscam receber a obra de Deus neste momento. Essas pessoas podem conhecer o Senhor? Elas seguem a vontade de Deus? Por que o Senhor Jesus disse: “Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade” (Mateus 7:23). Essa passagem é intelectualmente instigante! Todos sabemos que, naquela época, quando os fariseus do judaísmo viajaram por terra e mar para pregar o evangelho, eles enfrentaram muitas dificuldades e um preço alto por isso. Ao que parece, eles eram leais a Deus, mas na verdade, eles só enfatizaram o envolvimento em rituais religiosos e o cumprimento de regras, em vez de praticarem as palavras de Deus. Eles não seguiram os comandos Dele. Chegaram a revogar os mandamentos de Deus. O que fizeram contradisse a vontade de Deus e desviou-se do caminho Dele. Então o Senhor Jesus os condenou e os amaldiçoou: “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o tornais duas vezes mais filho do inferno do que vós” (Mateus 23:15). Isso pode ser visto como supomos: “Contanto que alguém trabalhe duro pelo Senhor, ele será levado ao reino dos céus quando o Senhor vier.” Essa é a ideia e a ilusão do homem que não concorda com a palavra do Senhor. Em procurar a salvação e entrar no reino dos céus, devemos fazer isso de acordo com a palavra definitiva do Senhor Jesus. Se ignorarmos as palavras do Senhor, e nos baseamos nas palavras e nas práticas de Paulo como nosso objetivo de busca, como ganharemos a glória do Senhor?

Na verdade, antes de receber a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, todos tinham esse tipo de ideia e ilusão de que enquanto sustentarmos o nome do Senhor, nos dedicarmos, pregarmos e trabalharmos para Ele, estaremos praticando Sua palavra e seguindo Seu caminho. E seremos levados para o reino dos céus quando o Senhor vier. Então, eu recebi a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias e vi Suas palavras. Vou lê-las. “Quanto ao trabalho, o homem acredita que trabalhar é correr por aí por Deus, pregar em todos os lugares e se desgastar em prol de Deus. Embora essa crença esteja correta, ela é unilateral demais; o que Deus pede ao homem não é só correr por aí por Ele; além de apenas isso, esse trabalho diz respeito ao ministério e à provisão dentro do espírito. […] O trabalho não se refere a correr por aí por Deus, mas a se a vida do homem e o que o homem vive podem dar prazer a Deus. O trabalho quer dizer que as pessoas utilizam a sua devoção a Deus e o seu conhecimento de Deus para testemunhar sobre Deus e, também, para ministrar ao homem. Essa é a responsabilidade do homem e isso é o que todo homem deveria entender. Pode-se dizer que entrada de vocês é o seu trabalho, e que vocês estão procurando entrar durante o decurso de trabalhar para Deus. Experimentar a obra de Deus não significa meramente que você sabe como comer e beber de Sua palavra; mais importante do que isso, vocês devem saber como testemunhar sobre Deus e ser capazes de servir a Deus e de ministrar e de prover para o homem. Isso é trabalho e é a entrada de vocês; é isso que toda pessoa deve realizar. Há muitos que se concentram apenas em correr por aí por Deus e em pregar em todos os lugares, mas ignoram sua experiência individual e negligenciam sua entrada na vida espiritual. Isso é o que tem levado aqueles que servem a Deus a se tornarem aqueles que resistem a Deus” (‘Obra e entrada (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”). Ao ver as palavras de Deus Todo-Poderoso, percebi que a condição de Deus para o trabalho do homem não se refere só ao sofrimento, a correr de um lado para o outro, e se consumir por Deus. Se refere principalmente à nossa habilidade de praticar e experimentar as palavras de Deus, nossa habilidade de articular nossa compreensão das palavras Dele em experiências práticas, em nossa orientação para que irmãos e irmãs entrem na realidade das palavras de Deus. Somente esse tipo de trabalho vai satisfazer a vontade Dele. Recordando minha crença no Senhor , durante anos, embora eu tenha pregado por todo canto em nome do Senhor, na tempestade e na chuva, sofrendo dificuldades e pagando alto por isso, não prestei atenção em praticar e vivenciar as palavras do Senhor. Não falei sobre as experiências e testemunhos de como pratiquei as palavras do Senhor. No meu trabalho de pregação, só falei algumas palavras vazias das doutrinas da Bíblia e ensinei aos irmãos e irmãs a seguirem alguns rituais religiosos e regras. Como isso poderia ter levado os irmãos e irmãs para a realidade das palavras de Deus? E não foi só isso. Quando pregava, eu sempre me exibia para as pessoas me respeitarem e geralmente ia contra as condições do Senhor, agindo de acordo com minhas próprias ideias. Ao sacrificar algo, suportar dificuldades e pagar um preço pelo Senhor, achei que eu era aquele que mais O amava, era o mais fiel a Ele. Fui imprudente o bastante para exigir de Deus a bênção do reino dos céus enquanto me posicionava muito acima e desprezava os irmãos e irmãs que eram passivos e fracos. Como eu só foquei em confiar no entusiasmo de trabalhar para o Senhor, sem prestar atenção na prática e experiência das palavras do Senhor, depois de acreditar Nele por tantos anos, acabei não tendo o mínimo conhecimento do Senhor e o temor de Deus em meu coração, sem falar na transformação da ordem de minha vida. Por ter acreditado no Senhor durante anos, ter me dedicado e suportado muitas dificuldades, eu estava me tornando cada vez mais arrogante e insubordinado a qualquer um. Até me envolvi em fraudes e logros, revelando o caráter de Satanás em todos os aspectos. O jeito que trabalhei não tinha nada a ver com a realidade da prática das palavras do Senhor e obedecê-Lo. Como isso poderia levar à compreensão do Senhor? Para uma pessoa como eu que não tinha noção da verdade e compreensão do Senhor, tudo o que fiz não foi humilhar e resistir ao Senhor? Como isso poderia ser exaltar e testemunhar pelo Senhor? Depois de conhecer a obra de Deus Todo-Poderoso, percebi que, não importa quantos anos uma pessoa tenha acreditado no Senhor, o quanto ela tenha trabalhado, se você não vivenciou o julgamento e o castigo de Deus nos últimos dias, é impossível que ela se torne uma pessoa que segue a Sua vontade, e alguém que realmente obedece e venera a Deus. Isso é uma grande verdade.

Vamos analisar os pastores e presbíteros religiosos. Embora tenham abandonado tudo para trabalhar para o Senhor, que tipo de trabalho eles fazem? Qual a natureza do trabalho deles? Tendo acreditado no Senhor por tantos anos, eles nunca buscaram a verdade. Falharam em receber a obra do Espírito Santo e nos explicar como solucionar os problemas práticos de nossa fé e entrada na vida. Eles geralmente falam de doutrinas vazias na Bíblia para enganar os fiéis e aproveitam as oportunidades para testemunhar até onde foram ao pregar em nome do Senhor, o quanto trabalharam, quanta dor suportaram, quantas igrejas construíram, etc. para se estabelecerem para que outros os venerem e os sigam. Assim, depois de trabalharem por tantos anos, eles não só falharam em liderar irmãos e irmãs para entender a verdade e conhecer a Deus, como levaram irmãos e irmãs a venerá-los e segui-los, tomando um caminho de veneração ao homem, traindo inconscientemente a Deus. Pensemos: esses pastores e presbíteros estão seguindo o caminho do Senhor ao trabalharem e se dedicarem desse jeito? Eles não estão agindo mal contra o Senhor? Especialmente da maneira como tratam a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, a maioria dos pastores e presbíteros percebe que as palavras expressadas por Deus Todo-Poderoso são verdadeiras, que a obra Dele é a obra do Espírito Santo, mas não buscam estudar isso. Para proteger seus status e subsistências, eles criam boatos e espalham todo os tipos de absurdo e falácias, para condenar e resistir a Deus Todo-Poderoso e confinar a comunidade religiosa em condição irrespirável Eles não permitem que ninguém busque e estude o verdadeiro caminho e impedem as pessoas de entrarem na igreja para testemunharem a obra de Deus. Conspiram com o maligno Partido Comunista Chinês para prender e perseguir aqueles que testemunham por Deus Todo-Poderoso. Eles não estão abertamente agindo contra Deus? Seus pecados contra Deus são piores do que os pecados dos fariseus contra o Senhor Jesus no passado. Muito piores! De acordo com esses fatos, ainda podemos dizer que estamos seguindo a vontade de Deus quando nos dedicamos e trabalhamos em nome do Senhor? Podemos dizer que enquanto defendemos o nome do Senhor, mantendo o caminho Dele, viajando e nos dedicando ao Senhor, nos qualificamos para sermos levados ao reino dos céus? Vamos entender mais após lermos outras passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso.

Deus Todo-Poderoso diz: “Você diz que sempre sofreu enquanto seguiu Deus, que O seguiu na abundância e na escassez e compartilhou com Ele os bons e os maus momentos, mas você não viveu as palavras faladas por Deus; você quer apenas ficar ocupado para Deus e despender-se por Deus a cada dia e nunca pensou em viver uma vida com sentido. Você também diz: ‘Em todo caso, creio que Deus é justo. Eu sofri por Ele, ocupei-me por Ele e me dediquei a Ele, e trabalhei duro mesmo sem receber nenhum reconhecimento; Ele certamente Se lembrará de mim’. É verdade que Deus é justo, mas essa justiça não é manchada por quaisquer impurezas: ela não contém qualquer vontade humana nem é manchada pela carne ou por transações humanas. Todos que são rebeldes e estão em oposição, todos que não estão em conformidade com Seu caminho serão punidos; ninguém é perdoado, ninguém é poupado!” (‘As experiências de Pedro: seu conhecimento de castigo e julgamento’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Você deve saber que tipo de pessoa Eu desejo; a quem é impuro não se permite entrar no reino, a quem é impuro não se permite macular o solo santo. Ainda que possa ter feito muito trabalho e trabalhado por muitos anos, no fim, se você ainda é deploravelmente imundo, será intolerável para a lei do Céu que você deseje entrar no Meu reino! Desde a fundação do mundo até hoje, nunca ofereci fácil acesso ao Meu reino àqueles que Me bajulam. Esta é uma regra celestial, e ninguém pode infringi-la! Você deve buscar a vida. Hoje, os que serão tornados perfeitos são do mesmo tipo que Pedro. Eles são aqueles que procuram mudanças em seu próprio caráter e que se dispõem a dar testemunho de Deus e a cumprir seu dever como criaturas de Deus. Somente pessoas como essas serão tornadas perfeitas. Se você só busca recompensas e não procura mudar seu próprio caráter de vida, então todos os seus esforços serão inúteis — essa é uma verdade inalterável!” (‘O sucesso ou o fracasso dependem da senda que o homem percorre’ em “A Palavra manifesta em carne”). E as palavras de Deus Todo-Poderoso são claras. Deus é santo e justo. Deus proíbe toda pessoa imoral e corrompida de entrar em Seu reino.

Extraído do roteiro do filme Meu sonho do reino dos céus

Quando ocorre um desastre, como nós, cristãos, devemos enfrentá-lo? Fique à vontade para nos contatar via WhatsApp, podemos explorar e encontrar caminhos juntos.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo Relacionado

Coisas que talvez lhe interessem