1. O que é o julgamento?

2018-10-07 12

Palavras de Deus relevantes:

A obra de julgamento é a própria obra de Deus, portanto ela deve ser naturalmente realizada pelo Próprio Deus; não pode ser realizada pelo homem em Seu lugar. Como o julgamento é a conquista da raça humana por meio da verdade, é inquestionável que Deus ainda apareça como imagem encarnada para realizar essa obra entre os homens. Isto é, nos últimos dias, Cristo irá usar a verdade para ensinar os homens do mundo todo e revelar todas as verdades a eles. Essa é a obra de julgamento de Deus.

Extraído de ‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando se trata da palavra “julgamento”, você irá pensar nas palavras que Jeová disse a todos os lugares e nas palavras de repreensão que Jesus disse aos fariseus. Apesar de toda a severidade delas, essas palavras não são o julgamento do homem por Deus, apenas palavras ditas por Deus dentro de diferentes ambientes, isto é, em diferentes situações; tais palavras não são como as palavras ditas por Cristo ao julgar o homem nos últimos dias. Nos últimos dias, Cristo usa uma variedade de verdades para ensinar o homem, expor a essência do homem e dissecar suas palavras e ações. Essas palavras abrangem várias verdades: o dever do homem, como o homem deveria obedecer a Deus, como o homem deveria ser leal a Deus, como o homem deve viver a humanidade normal, bem como a sabedoria e o caráter de Deus e assim por diante. Essas palavras são todas dirigidas à essência do homem e ao seu caráter corrupto. Em especial, essas palavras que expõem como o homem desdenha de Deus são faladas em relação a como o homem é a corporificação de Satanás e uma força inimiga contra Deus. Ao realizar Sua obra de julgamento, Deus não só torna clara a natureza do homem com apenas algumas palavras; Ele também expõe, trata e poda no longo prazo. Esses métodos de exposição, tratamento e poda não podem ser substituídos por palavras comuns, mas pela verdade que o homem absolutamente não possui. Apenas métodos desse tipo são considerados julgamento; só por meio de julgamento desse tipo é que o homem pode ser subjugado e completamente convencido a se submeter a Deus e, além disso, ganhar verdadeiro conhecimento de Deus. O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua substância corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a substância dessa obra é, de fato, a obra de abrir a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele. Essa obra é a obra de julgamento realizada por Deus.

Extraído de ‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Trechos de sermão e comunhão para referência:

Depois que experimentamos o Seu julgamento e castigo, podemos ver o fato de que a fonte da verdade é Deus, e que Ele é a fonte de todas as coisas positivas. Onde quer que haja perturbação e corrupção de Satanás e o pecado de resistir a Deus, ali Seu julgamento e castigo certamente se seguem. Onde quer que haja julgamento de Deus, ali há a manifestação da verdade e da revelação do Seu caráter. A verdade e o caráter de Deus são revelados durante o Seu julgamento e castigo. Somente onde há verdade, há julgamento e castigo; somente onde há julgamento e castigo, há a revelação do caráter justo de Deus. Portanto, onde quer que haja julgamento e castigo de Deus, ali encontramos as pegadas da Sua obra, e esse é o caminho mais verdadeiro para buscar a Sua manifestação. Somente Deus tem a autoridade de emitir julgamento e somente Cristo tem o poder de julgar a humanidade corrupta. Isso confirma e demonstra que o Filho do homem — Cristo — é o Senhor do julgamento. Sem o julgamento e o castigo de Deus, os humanos não têm meios de ganhar a verdade, e o julgamento e o castigo são o que revela o caráter justo de Deus, fornecendo aos humanos a oportunidade de O conhecerem. O processo pelo qual os humanos entendem a verdade é o processo pelo qual eles conhecem a Deus. A verdade para a humanidade corrupta é julgamento, escrutínio e castigo. O que a verdade revela é precisamente a justiça, a majestade e a ira de Deus. As pessoas que entendem a verdade podem se desfazer da corrupção e se libertar da influência de Satanás. Isso cabe completamente ao poder e à onipotência das palavras de Deus. Deus salva as pessoas e as aperfeiçoa para permitir que elas entendam a verdade e ganhem a verdade. Quanto mais as pessoas entendem a verdade, mais elas também conhecem a Deus. Dessa forma, as pessoas podem eliminar a corrupção e alcançar a purificação. Quando as pessoas praticarem a verdade e entrarem na realidade da verdade, elas estarão vivendo na luz, vivendo em amor e vivendo diante de Deus. Esse é o resultado que Cristo alcança ao liberar a verdade e emitir julgamento. Na verdade, todas as palavras ditas por Deus são a verdade e são o julgamento da raça humana. Não importa em que era, as palavras que Deus fala têm o efeito de julgamento. Na Era da Lei, as palavras de Deus Jeová foram o julgamento da humanidade corrupta. Na Era da Graça, as palavras faladas pelo Senhor Jesus foram o julgamento da humanidade corrupta. Agora, na Era do Reino, tudo o que Deus Todo-Poderoso diz na Sua obra de julgamento e castigo, é ainda mais julgamento que, no fim, tornarão a raça humana capaz de ver que o julgamento e o castigo da humanidade por Deus Todo-Poderoso são o Seu amor maior. O que o julgamento e o castigo de Deus proporcionam à raça humana é salvação, é perfeição. Somente aceitando e obedecendo o julgamento e o castigo de Deus é que se ganha o Seu amor verdadeiro e a salvação completa. Todas as pessoas que se recusam a aceitar o julgamento e o castigo de Deus serão sujeitas à Sua punição e se cairão em destruição e perdição […].

Extraído da comunhão do alto

Conteúdo Relacionado