O Senhor apareceu no Leste

Por Qiu Zhen, China

Certo dia, minha irmã mais nova me ligou para me informar que ela tinha retornado do Norte e que tinha algo importante a me contar. Ela pediu que a encontrasse imediatamente. Eu tinha a sensação de que algo ruim podia ter acontecido, por isso fui diretamente para a casa dela. Foi apenas quando cheguei na casa dela e a vi lendo um livro que minha inquietação passou. Minha irmã me viu entrar, deu um pulo e disse animadamente: “Qiu Zhen! Dessa vez, ouvi uma notícia boa lá no Norte: o Senhor Jesus retornou!”

Após ouvir minha irmã dizer isso, pensei distraidamente: “Ao longo dos últimos anos, a Relâmpago do Oriente tem testificado que o Senhor Jesus retornou; é possível que minha irmã tenha aceitado a Relâmpago do Oriente?”. Antes que eu pudesse falar, minha irmã disse seriamente: “Ah, Qiu Zhen! O Senhor encarnou novamente e veio ao nosso país, a China”. Apressadamente, eu disse: “Não acredite em tudo que ouve. Deus pode vir à China? A Bíblia diz claramente: ‘Naquele dia estarão os Seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; se o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, do oriente para o ocidente e haverá um vale muito grande; e metade do monte se removerá para o norte, e a outra metade dele para o sul’ (Zacarias 14:4). A vinda de Deus ocorrerá em Israel. Ele não pode vir à China. Você trabalha para o Senhor, mas não sabe nem mesmo disso!”.

Minha irmã disse com sinceridade: “Eu costumava pensar como você, mas através das palavras de Deus Todo-Poderoso e da comunicação de irmãos e irmãs, percebi que o Senhor realmente encarnou na China. A escritura da qual você fala é uma profecia, mas não podemos interpretar as profecias como queremos. Elas são cumpridas e se tornam visíveis ao homem através dos fatos da obra de Deus. Quando o Senhor Jesus veio para executar Sua obra, nem Pedro, nem a mulher samaritana, nem o eunuco da Etiópia se agarraram ao sentido literal das profecias da Bíblia, foram antes os fatos daquilo que o Senhor Jesus disse e a obra que Ele executou que afirmaram a eles que o Messias tinha vindo como o Senhor Jesus. Todos eles seguiram os passos de Deus e receberam a salvação do Senhor. E todos aqueles fariseus que se agarraram ao sentido literal das profecias trataram o Senhor Jesus, o Messias que já tinha vindo, como uma pessoa comum e negaram, resistiram e condenaram o Senhor Jesus. No fim, eles crucificaram o Senhor Jesus e assim foram punidos por Deus. Qiu Zhen, devemos lidar com a vinda do Senhor com cuidado e devemos ter um coração que teme a Deus. Você realmente não deve julgar essa questão apressadamente!”.

Eu olhei para a minha irmã, levantei a Bíblia e disse: “Deus Jeová promulgou a lei em Israel, e o Senhor Jesus também foi crucificado em Israel. A China é um país governado por um partido ateu. Deus viria para um país desse tipo? Temos crido no Senhor por tantos anos e de forma alguma devemos acreditar em tudo que ouvimos!”

O Senhor apareceu no Leste

Minha irmã disse ansiosamente: “Qiu Zhen, quando o Senhor Jesus estava realizando Sua obra naquele tempo, os fariseus resistiram ao Senhor e disseram: ‘Examina e vê que da Galiléia não surge profeta’ (João 7:52). ‘Vem, pois, o Cristo da Galiléia?’ (João 7:41). Mas é fato que o Senhor Jesus cresceu em Nazaré, na Galileia. A Bíblia diz: ‘Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os Seus juízos, e quão inescrutáveis os Seus caminhos! Pois, quem jamais conheceu a mente do Senhor? ou quem se fez Seu conselheiro?’ (Romanos 11:33-34). Como podemos compreender a sabedoria de Deus? Não podemos analisar a obra de Deus com nossa própria mente. Vivemos na expectativa da vinda do Senhor a cada dia. Agora que o Senhor realmente retornou, se nos agarrarmos às nossas próprias noções e não buscarmos ou investigarmos, perderemos a oportunidade de acolher o Senhor e ficaremos cheios de remorso!”.

Quando vi minha irmã tão séria, pensei: “Minha irmã acredita sinceramente no Senhor e é uma pessoa ponderada que sabe o que quer. Normalmente, é cuidadosa naquilo que faz e, ao se tratar de um assunto tão importante quanto a vinda do Senhor, é ainda menos provável que ela acredite cegamente em algo que outros dizem. Agora ela aceitou a Relâmpago do Oriente. É possível que o Senhor realmente retornou e está realizando Sua obra na China?”. Mas então me veio outro pensamento: “Como o Senhor poderia realizar Sua obra na China? É tão difícil de imaginar!”. Então eu disse com firmeza: “A Bíblia é como uma torta com mil camadas, e cada pessoa a interpreta de maneira diferente. A Bíblia profetiza que Deus descerá em Israel nos últimos dias. Além do mais, a maioria do povo chinês adora Buda, e o governo nacional sempre tem perseguido as crenças religiosas. Deus não virá à China para realizar Sua obra!”.

Minha irmã disse com entusiasmo: “Qiu Zhen, o Senhor retornou e apareceu na China para realizar a Sua obra. Isso é muito significativo. Eu acabei de aceitar a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias, por isso ainda não consigo explicar esse aspecto da verdade com muita clareza, mas os irmãos e irmãs da Igreja de Deus Todo-Poderoso testificam de modo muito iluminador. Pedirei que comunguem com você!”. Abanei a mão e disse: “Esqueça. Vou embora”. Após voltar para casa, fiquei apaticamente sentada no sofá e pensei sobre aquilo que minha irmã tinha dito. Minha mente estava a mil por hora, e eu não conseguia acalmá-la. Eu sempre tinha esperado que o Senhor Jesus pisasse no Monte das Oliveiras, como então minha irmã podia dizer de repente que o Senhor tinha vindo à China? Como isso era possível? Sem cessar, fiquei folheando a Bíblia, mas não conseguia encontrar nenhum capítulo ou versículo que predissesse que o Senhor viria realizar Sua obra na China. “Quando o Senhor Jesus estava realizando Sua obra naquela época, os fariseus resistiram ao Senhor e disseram: ‘Examina e vê que da Galiléia não surge profeta’ (João 7:52). ‘Vem, pois, o Cristo da Galiléia?’ (João 7:41). Mas é fato que o Senhor Jesus cresceu em Nazaré, na Galileia…”. As palavras da minha irmã passavam pela minha cabeça intermitentemente, e pensei que aquilo que ela tinha dito era verdade. Eu alternava entre folhear a Bíblia e refletir sobre o que minha irmã tinha dito. Minha mente estava acelerada, e eu não sábia qual era a melhor coisa a fazer, então simplesmente clamei ao Senhor em meu coração: “Amado Senhor, o que devo fazer? Ó Senhor, onde, exatamente, Tu descerás?”

Alguns dias depois, minha irmã veio me procurar novamente. Assim que entrou na casa, ela sorriu e disse: “Qiu Zhen, as irmãs Xie e Hao da Igreja de Deus Todo-Poderoso vieram para a minha casa para me apoiar. Elas têm acreditado em Deus Todo-Poderoso por muito tempo e entendem muito mais do que eu. Se houver alguma coisa que você não entenda sobre o retorno do Senhor, vá e comungue com elas”. Pensei: “Tenho acreditado no Senhor por muitos anos e sempre esperei a vinda do Senhor. O Senhor realmente veio? Talvez eu deva aproveitar essa oportunidade de comungar com elas”. Assim, acompanhei minha irmã até sua casa. Assim que entrei na sala, as duas irmãs me acolheram calorosamente e falaram com muita cordialidade. Pediram que eu me manifestasse caso tivesse alguma pergunta, então todas poderiam comungar juntas. Perguntei: “Vocês afirmam que o Senhor Jesus já retornou e que Ele está realizando Sua obra na China. Existe algum fundamento bíblico para essa alegação?” A irmã Hao sorriu e disse: “Irmã, na verdade, existem profecias na Bíblia sobre o Senhor vindo para realizar Sua obra na China nos últimos dias”. Fiquei perplexa e disse: “Como isso é possível? Eu tenho lido a Bíblia muitas vezes, mas não descobri um único registro bíblico referente a isso. Onde na Bíblia está o fundamento para sua alegação?”. Com paciência, a irmã Hao disse: “Irmã, leiamos dois versículos das Escrituras, e você saberá. Malaquias 1:11 diz: ‘Mas desde o nascente do sol até o poente é grande entre as nações o meu nome; […] diz Jeová dos exércitos’. Mateus 24:27 diz: ‘Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem’. Esses dois versículos das Escrituras nos mostram claramente que o lugar em que Deus descerá novamente fica no leste do mundo e se encontra nas terras dos gentios. Todos nós sabemos que a China fica no leste do mundo. Os dois primeiros estágios da obra de Deus ocorreram ambos em Israel. No que diz respeito ao estado de Israel, a China é uma nação gentia. Portanto, a vinda de Deus à China para aparecer e realizar Sua obra nos últimos dias cumpre essas profecias”. Após ouvir a comunicação das irmãs e ponderar sobre o significado desses dois versículos das Escrituras, achei que sua comunicação era muito iluminadora. Apesar de já ter lido esses dois versículos antes, eu nunca tinha entendido o significado do retorno do Senhor como acontecendo no Leste, na China. Enquanto ouvia a explicação delas, senti que sua comunicação tinha sua fonte na iluminação do Espírito Santo.

A irmã Hao continuou, dizendo: “Vejamos o que diz Deus Todo-Poderoso: ‘Estou fazendo a Minha obra por todo o universo e, no Oriente, trovões estrondosos soam incessantemente, sacudindo todas as nações e denominações. É a Minha voz que trouxe todos os homens para o presente. Farei com que todos os homens sejam conquistados pela Minha voz, caiam nessa corrente, e submetam-se diante de Mim, pois há muito tempo recuperei a Minha glória de toda a terra e a emanei novamente no Oriente. Quem não deseja ver a Minha glória? Quem não espera ansiosamente pelo Meu retorno? Quem não tem sede do Meu reaparecimento? Quem não tem saudades da Minha beleza? Quem não viria para a luz? Quem não veria a riqueza de Canaã? Quem não anseia pelo retorno do Redentor? Quem não adora o Grande Todo-Poderoso? A Minha voz se espalhará pela terra; desejo, diante do Meu povo escolhido, falar mais palavras para eles. Como os poderosos trovões que abalam montanhas e rios, Eu falo Minhas palavras para todo o universo e para a humanidade. Portanto, as palavras na Minha boca se tornaram o tesouro do homem, e todos os homens apreciam as Minhas palavras. O raio ilumina do Oriente até o Ocidente. Minhas palavras são tais que o homem reluta em abrir mão delas e, ao mesmo tempo, as considera insondáveis, mas se regozija com elas ainda mais. Como um recém-nascido, todos os homens estão contentes e alegres, celebrando a Minha vinda. Por intermédio da Minha voz, trarei todos os homens diante de Mim. Daí em diante, Eu entrarei formalmente na raça dos homens para que venham Me adorar. Com a glória que Eu irradio e com as palavras da Minha boca, farei com que todos os homens venham diante de Mim e vejam que o relâmpago ilumina desde o Oriente e que desci também no Monte das Oliveiras, no Oriente. Eles verão que já há muito tempo estou na terra, não mais como o Filho dos judeus, mas como o Relâmpago do Oriente. Pois há muito que ressuscitei e saí do meio da humanidade, e reapareci com glória entre os homens. Eu sou Aquele que foi adorado por incontáveis eras antes de agora, e também sou o bebê abandonado pelos israelitas, incontáveis eras antes de agora. Além disso, Eu sou o todo-glorioso Deus Todo-Poderoso da era presente! Que todos cheguem diante do Meu trono e vejam Meu semblante glorioso, ouçam a Minha voz e contemplem as Minhas obras. Essa é a totalidade da Minha vontade; é o fim e o clímax do Meu plano, assim como o propósito do Meu gerenciamento. Que toda nação Me adore, que toda língua Me reconheça, que todo homem tenha fé em Mim, que todos os povos se sujeitem a Mim!’ (‘O ressoar dos sete trovões: profetizando que o evangelho do reino se expandirá por todo o universo’ em “A Palavra manifesta em carne”). Todos nós sabemos que Deus trouxe o evangelho do reino dos céus quando Ele encarnou pela primeira vez, e esse evangelho se espalhou do Oeste ao Leste. Mas jamais imaginamos que Deus retornaria na carne no leste do mundo, na China, trazendo o evangelho eterno e realizando a obra de julgar, purificar e salvar as pessoas. Dessa vez, a obra de Deus se espalhará do Leste ao Oeste…”

Quando ouvi isso, eu interrompi a irmã e perguntei, um tanto perplexa: “Irmã, a Bíblia registra que Deus Jeová realizou Sua obra em Israel e que a obra do Senhor Jesus aconteceu na Judeia. Ambos os dois estágios da obra de Deus foram realizados em Israel, então o retorno do Senhor também deveria acontecer em Israel. Como você pode dizer que é na China?”. A irmã Hao sorriu e disse: “Achamos que, pelo fato de os dois primeiros estágios da obra de Deus terem ocorrido em Israel, o Senhor definitivamente realizará Sua obra em Israel quando Ele retornar. Mas esse tipo de pensamento está de acordo com os fatos? É possível que Deus seja apenas o Deus dos israelitas? É possível que Deus administre e salve apenas os israelitas? Vejamos o que Deus Todo-Poderoso diz”.

A irmã Xie abriu o livro das palavras de Deus e leu: “Quando o Salvador chegasse durante estes últimos dias, se Ele ainda fosse chamado de Jesus, e uma vez mais nascesse na Judeia e na Judeia fizesse a Sua obra, então isso provaria que Eu somente criei o povo de Israel e somente redimi o povo de Israel, e que Eu nada fiz com os gentios. Isso não contradiria estas Minhas palavras: ‘Eu sou o Senhor que criou os céus e a terra e todas as coisas’? Eu deixei a Judeia e faço Minha obra entre os gentios porque não sou simplesmente o Deus do povo de Israel, mas o Deus de todas as criaturas. Eu apareço entre os gentios durante os últimos dias porque não sou somente Jeová, o Deus do povo de Israel, mas, inclusive, porque Eu sou o Criador de todos os Meus escolhidos dentre os gentios. Não só criei Israel, o Egito e o Líbano, mas também criei todas as nações gentias além de Israel. Por isso, Eu sou o Senhor de todas as criaturas. Eu simplesmente usei Israel como ponto de partida para Minha obra, usei a Judeia e a Galileia como fortalezas de Minha obra redentora e uso as nações gentias como base a partir da qual porei fim à era” (‘O Salvador já voltou sobre uma “nuvem branca”’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Eu farei com que todas as pessoas saibam que Eu não sou apenas o Deus dos israelitas, mas também o Deus de todas as nações dos gentios, mesmo aqueles que Eu amaldiçoei. Eu vou deixar todas as pessoas verem que Eu sou o Deus de toda a criação. Esta é a Minha maior obra, o propósito do Meu plano de obra para os últimos dias e a única obra a ser cumprida nos últimos dias” (‘A obra de difundir o evangelho é também a obra de salvar o homem’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Ele liderou os israelitas e nasceu na Judeia e também nasceu numa terra de gentios. Não é toda a Sua obra em prol de toda a humanidade que Ele criou? Ele ama os israelitas cem vezes e detesta os gentios mil vezes? Não é essa a noção de vocês? São vocês que não reconhecem Deus; não é que Deus nunca foi seu Deus. São vocês que rejeitam Deus; não é que Deus não esteja disposto a ser o Deus de vocês. Quem, dentre os criados, não está nas mãos do Todo-Poderoso? Na conquista de vocês hoje, o objetivo não é fazê-los reconhecer que Deus não é senão seu Deus? Se vocês ainda insistem que Deus é o Deus dos israelitas somente, e ainda insistem que a casa de Davi em Israel é a origem do nascimento de Deus, e que nenhuma outra nação além de Israel está qualificada para ‘produzir’ Deus, e menos ainda qualquer família de gentios é capaz de receber pessoalmente a obra de Jeová — se você ainda pensa dessa maneira, então isso não faz de você um cabeça-dura obstinado? […] Não faz muito tempo que você acredita em Deus, no entanto tem muitas noções a respeito Dele, a ponto de não ousar, nem por um segundo, pensar que o Deus dos israelitas dignar-se-ia agraciá-los com Sua presença. Menos ainda vocês ousam pensar sobre como poderiam ver Deus fazer uma aparição pessoal, uma vez que são tão insuportavelmente imundos. Vocês também nunca pensaram sobre como Deus poderia pessoalmente descer numa terra de gentios. Ele deve descer no Monte Sinai ou no Monte das Oliveiras e aparecer aos israelitas. Não são os gentios (isto é, as pessoas fora de Israel) todos objetos de Seu asco? Como Ele poderia operar pessoalmente entre eles? Todas essas são noções profundamente enraizadas que vocês vêm desenvolvendo ao longo de muitos anos. O propósito de conquistar vocês hoje é destruir essas suas noções. Desse modo, vocês viram Deus aparecer pessoalmente entre vocês, não no Monte Sinai ou no Monte das Oliveiras, mas em meio a pessoas que Ele nunca conduziu no passado” (‘A verdade interna da obra de conquista (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Se a Sua obra atual fosse realizada entre os israelitas, quando o Seu plano de gestão de seis mil anos terminasse, todos acreditariam que Deus é somente o Deus dos israelitas, que somente os israelitas são o povo escolhido Dele e que somente os israelitas merecem herdar a bênção e a promessa Dele. Durante os últimos dias, Deus está encarnado na nação gentia do grande dragão vermelho; Ele realizou a obra de Deus como o Deus de toda a criação; Ele concluiu integralmente a Sua obra de gestão e Ele encerrará a parte central de Sua obra na nação do grande dragão vermelho. O cerne desses três estágios da obra é a salvação do homema saber, fazer com que toda a criação adore o Senhor da criação. Assim, todo estágio dessa obra é muito significativo; Deus de forma alguma irá fazer algo sem significado ou valor” (‘Deus é o Senhor de toda a criação’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Então, a irmã Hao comungou, dizendo: “No passado, determinamos em nosso coração que Deus era o Deus dos israelitas porque os dois primeiros estágios da obra de Deus foram realizados em Israel. Israel foi o local de nascimento da obra de Deus e serviu também como área de base para a obra de Deus, então pensamos que a obra de Deus só poderia ser em Israel, que o evangelho só poderia sair de Israel e que apenas os israelitas são verdadeiramente o povo escolhido de Deus. Portanto, se Deus ainda realizasse o estágio final de Sua obra em Israel, nós acreditaríamos ainda mais que Deus só pode realizar Sua obra em Israel, que Deus só pode abençoar os israelitas e que Ele nada tem a ver com os gentios. Nos últimos dias, Deus escolheu executar Sua obra de julgar e purificar as pessoas num país gentio, sendo este a terra em que o grande dragão vermelho está deitado enrolado — a China. Ao fazer isso, Ele revirou as noções de todos para que as pessoas realmente possam ver que Deus não é só o Deus dos israelitas, mas também o Deus de todas as nações dos gentios e o Deus de todos os seres criados. Deus abençoa não só os israelitas, mas também os gentios. Isso realiza a obra de ‘Deus é o Senhor de toda a criação’. É evidente que o fato de Deus escolher a China para realizar Sua obra nos últimos dias é profundamente significativo. Deus é realmente tão onipotente e sábio”.

O Senhor apareceu no Leste

Ouvindo a comunicação da irmã, fiquei imerso em contemplação: “Sim”, pensei. “Deus é o Senhor de toda a criação. Toda a humanidade não foi criada por Deus? Deus não salva apenas os israelitas, mas também o povo da China. O fato de Deus vir operar na China hoje não demonstra Seu amor pelos gentios? Parece que eu realmente não entendo a vontade de Deus!”. Quando pensei isso, senti-me um tanto envergonhada. Num tom mais manso, eu disse: “Irmã, entendo o que você diz. Se Deus realizasse Sua obra mais uma vez em Israel, nós delimitaríamos Deus e pensaríamos que Deus é apenas o Deus dos israelitas. Hoje, Deus opera dessa maneira para destruir as noções das pessoas e para fazer com que as pessoas entendam que Deus é o Senhor de todos os seres criados, que Deus pode realizar Sua obra em Israel e também na China, e assim, consequentemente, não delimitamos a obra de Deus. Parece que, ao delimitar a obra de Deus com base em minhas noções e imaginações, eu realmente tenho sido tão tola e ignorante! No entanto, ainda tem uma coisa que não entendo. Há tantos países no mundo, como, por exemplo, os muitos países na Europa e na América do Norte, onde o protestantismo e o catolicismo são as religiões nacionais e onde Deus sempre tem sido adorado. Não seria mais fácil se Deus viesse e realizasse Sua obra de julgar e purificar as pessoas naqueles países? A China é um país ateu, cheio de idólatras. O governo nacional persegue freneticamente aqueles que creem em Deus, por que, então, Deus realizaria Sua obra na China?”

A irmã Xie sorriu e disse: “Irmã, sua pergunta é tão essencial! Por que Deus decidiu realizar Sua obra de julgamento e purificação na China? Apenas se entendermos o propósito e o significado de Deus realizar Sua obra em Israel e na China, entenderemos esse aspecto da verdade. Vejamos o que a palavra de Deus diz. Deus Todo-Poderoso diz: ‘O Antigo Testamento registra as palavras de Jeová aos israelitas e Sua obra em Israel; o Novo Testamento registra a obra de Jesus na Judeia. Mas por que a Bíblia não contém nomes chineses? Porque as duas primeiras partes da obra de Deus foram realizadas em Israel, porque as pessoas de Israel eram as escolhidaso que equivale a dizer que elas foram as primeiras a aceitar a obra de Jeová. Elas eram as menos corruptas de toda a humanidade e, no início, estavam decididas a admirar e reverenciar a Deus. Elas obedeceram às palavras de Jeová, sempre serviram no templo e usavam vestes sacerdotais ou coroas. Elas foram as primeiras pessoas a adorar a Deus e o primeiro objeto de Sua obra. Essas pessoas foram exemplo e modelo para toda a humanidade. Foram exemplos e modelos de santidade e justiça. Pessoas como Jó, Abraão, Ló, ou Pedro e Timóteo — foram todos israelitas e os mais santos dos exemplos e modelos. Israel foi o primeiro país a adorar a Deus entre a humanidade, e mais pessoas justas vieram de lá do que de qualquer outro lugar. Deus trabalhou nelas para que pudesse gerenciar melhor a humanidade em toda a terra no futuro. Suas realizações e a justiça de sua adoração a Jeová foram registradas para que pudessem servir de exemplo e modelo para pessoas além de Israel durante a Era da Graça; suas ações sustentaram vários milhares de anos de obra, perdurando até hoje’ (‘A visão da obra de Deus (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”). ‘A obra de Jeová foi a criação do mundo, foi o início; este estágio da obra é o fim e a conclusão da obra. No início, a obra de Deus foi realizada entre os escolhidos de Israel e ela foi o alvorecer de uma nova época no mais santo de todos os lugares. O último estágio da obra é realizado no mais impuro de todos os países, para julgar o mundo e acabar com a era. No primeiro estágio, a obra de Deus foi feita no mais brilhante de todos os lugares, enquanto o último estágio é realizado no mais escuro de todos os lugares, e essa escuridão será expulsa, a luz surgirá e todo o povo conquistado. Quando as pessoas desse lugar mais impuro e mais escuro de todos tiverem sido conquistadas e toda a população tiver reconhecido que existe um Deus, que é o verdadeiro Deus, quando cada pessoa tiver sido totalmente convencida, esse fato será utilizado para realizar a obra de conquista em todo o universo. Este estágio da obra é simbólico: uma vez concluída a obra desta era, a obra de seis mil anos de gestão chegará a um fim completo. Uma vez que aqueles que estão no mais escuro de todos os lugares tiverem sido conquistados, é evidente que também será assim em todos os outros lugares. Como tal, apenas a obra de conquista na China carrega um simbolismo significativo. A China incorpora todas as forças das trevas, e o povo da China representa todos aqueles que são da carne, de Satanás e de carne e sangue. O povo chinês foi o mais corrompido pelo grande dragão vermelho, que tem a mais forte oposição a Deus, cuja humanidade é mais baixa e impura e, por isso, ele é o arquétipo de toda a humanidade corrupta. Isso não quer dizer que os outros países não tenham problema nenhum; as concepções do homem são todas iguais e, embora as pessoas desses países possam ser de bom calibre, se não conhecem a Deus, então devem se opor a Ele. Por que os judeus também se opuseram e desafiaram a Deus? Por que os fariseus também se opuseram a Ele? Por que Judas traiu Jesus? Na época, muitos dos discípulos não conheciam Jesus. Por que, depois que Jesus foi crucificado e ressuscitou, as pessoas ainda não acreditaram Nele? A desobediência do homem não é toda igual? É só que as pessoas da China são utilizadas como exemplo, e quando elas forem conquistadas, se tornarão modelo e espécime e servirão de referência para os outros. Por que Eu sempre disse que vocês são um adjunto do Meu plano de gestão? É nas pessoas da China que a corrupção, a impureza, a injustiça, a oposição e a rebeldia se manifestam mais completamente e se revelam em todas as suas variadas formas. Por um lado, elas são de baixo calibre e, por outro, suas vidas e mentalidades são atrasadas, e seus hábitos, ambiente social, família de nascimento — todos são ruins e os mais atrasados. Seu status também é baixo. A obra é simbólica neste lugar, e após esta obra de teste ter sido realizada em sua totalidade, Sua obra subsequente será muito melhor. Se este estágio da obra puder ser concluído, então a obra subsequente, nem é preciso dizer. Uma vez que esta etapa da obra tiver sido realizada, muito sucesso terá sido alcançado com plenitude, e a obra de conquista terá chegado a um fim completo em todo o universo. De fato, assim que a obra entre vocês tiver sido bem-sucedida, isso será equivalente a um sucesso em todo o universo. Essa é a importância do porquê faço vocês servirem de modelos e exemplos. Rebelião, oposição, impureza, injustiçatudo isso é encontrado nessas pessoas, e nelas está representada toda a rebeldia da humanidade. Elas são realmente demais. Assim, elas são apresentadas como o epítome da conquista e, uma vez conquistadas, se tornarão, naturalmente, exemplo e modelo para as outras pessoas’ (‘A visão da obra de Deus (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”).”

Após ler as palavras de Deus, a irmã Xie continuou com sua comunicação: “As palavras de Deus Todo-Poderoso nos dizem claramente que, para cada estágio de Sua obra, o tipo de lugar e os objetos de Sua obra são escolhidos com base nas necessidades de Sua obra e que todos eles são consideravelmente significativos. Por exemplo, os dois primeiros estágios da obra de Deus aconteceram em Israel, pois os israelitas eram o povo escolhido de Deus. Eram os menos corrompidos de toda a humanidade e tinham um coração que temia a Deus. Ao realizar Sua obra em seu meio, para Deus foi mais fácil formar um grupo de exemplos e amostras para adorá-Lo. Assim, a obra de Deus poderia se espalhar de forma mais rápida e mais fácil, para que toda a raça humana ficasse sabendo da existência e da obra de Deus e para que um número maior de pessoas viesse para diante de Deus e recebesse a salvação de Deus. Portanto, foi muito significativo Deus realizar os dois primeiros estágios de Sua obra em Israel. Nos últimos dias, Deus realiza a obra de conquistar e purificar as pessoas. Ele também precisa que alguns representantes aceitem primeiro a conquista e purificação de Deus. Dentre toda a humanidade, o povo da China é o mais corrompido e atrasado, e a China é a nação que menos acredita em Deus e que oferece a resistência mais firme a Deus. Portanto, nos últimos dias, quando Deus realiza Sua obra de julgamento e conquista primeiro na China, quando realiza Sua obra de castigo e julgamento naqueles que foram corrompidos mais profundamente e quando conquista e purifica o povo da China, que é o mais corrompido no mundo, a onipotência, santidade e justiça de Deus são demonstradas da melhor forma e Satanás é mais envergonhado. Quando os mais corrompidos são conquistados por Deus, nem é necessário dizer que o resto da humanidade será conquistado e que Satanás também será completamente derrotado. O local e os objetos de Sua obra escolhidos por Deus em cada estágio de Sua obra e os resultados finais alcançados nos mostram de forma ainda melhor que a obra de Deus é tão sábia e maravilhosa!”.

Após ouvir as palavras de Deus Todo-Poderoso e a comunicação das irmãs, eu entendi: anteriormente, Deus realizou Sua obra em Israel porque Ele queria formar um grupo de exemplos e amostras entre os menos corrompidos da humanidade e, através de seu testemunho e de sua pregação do evangelho de Deus, permitir que um número ainda maior de pessoas recebesse Sua salvação. A obra que Deus realiza nos últimos dias é a obra de conquistar e purificar o homem, e Ele escolheu o povo da China, que é o mais corrompido e o mais contaminado no mundo, como objeto de Sua obra, fazendo dessas pessoas exemplos e amostras que são conquistados e salvos. Isso revela ainda mais a sabedoria e onipotência de Deus. Eu nunca entendi a vontade de Deus e, quando lia na Bíblia que o Senhor retornaria descendo sobre o Monte das Oliveiras em Israel, eu aceitava o significado literal e pensava que Deus definitivamente realizaria Sua obra em Israel. Jamais esperava que Deus já tivesse vindo à China há muito tempo! Parecia que a obra de Deus não era tão simples quanto as pessoas imaginam!

A essa altura, a irmã Xie continuou: “Não importa em que país Deus realize Sua obra, tudo é feito para o bem de Sua obra e para melhor salvar a humanidade, e tudo isso é muito significativo. Se quisermos buscar a aparição de Deus hoje, devemos primeiro deixar de lado as nossas noções e imaginações. Não devemos limitar os passos de Deus a determinado escopo, pensando que Deus deve vir a esse ou àquele país. Deus é o Deus de toda a humanidade. Ele pode escolher livremente o lugar de Sua obra de acordo com as necessidades de Sua obra. Deus Todo-Poderoso diz: ‘Deus é o Deus de toda a raça humana. Ele não Se considera propriedade privada de qualquer povo ou nação, mas vai realizando a obra como planejou, livre de restrições impostas por qualquer forma, povo ou nação. Talvez você nunca tenha imaginado essa forma, ou talvez sua atitude para com essa forma seja de negação, ou talvez simplesmente ocorra que a nação em que Deus Se revela e o povo entre o qual Se revela sejam discriminados por todos e aconteçam de ser os mais retrógrados da terra. No entanto, Deus tem a Sua sabedoria. Com Seu grande poder e por meio de Sua verdade e Seu caráter, Ele verdadeiramente ganhou um grupo de pessoas que são de uma só mente com Ele, e um grupo de pessoas que Ele desejava tornar completoum grupo conquistado por Ele, que, tendo enfrentado toda sorte de provações e tribulações e todo tipo de perseguição, é capaz de segui-Lo até o fim’ (‘A aparição de Deus inaugurou uma nova era’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Após ouvir as palavras de Deus Todo-Poderoso, chorei de emoção e disse às irmãs: “Essas palavras carregam o poder e a autoridade de Deus e vêm de Deus. Agora entendo finalmente: Deus não é apenas o Deus dos israelitas, mas também o Deus do povo da China e, ainda mais, o Deus de toda a humanidade. Deus realmente retornou! Ao longo destes últimos dias, não tenho conseguido comer ou dormir bem, porque temia seguir a senda errada! Graças à comunhão com vocês hoje, o peso em meu coração desapareceu. Eu realmente dou graças a Deus por não desistir de mim!”. Depois, as duas irmãs me deram um exemplar de “A Palavra manifesta em carne”, e eu voltei feliz para casa, segurando o livro em ambas as mãos. Através da leitura das palavras de Deus Todo-Poderoso, fui convencida de que Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus retornado. Nosso Senhor Jesus realmente retornou!

Conteúdo Relacionado