Andando pela senda brilhante da vida

Xieli, Estados Unidos

Eu costumava ser alguém que perseguia as tendências do mundo, queria me abandonar a uma vida de prazer e me importava apenas com os prazeres da carne. Eu ficava com meus amigos no karaokê a noite toda, passeava em carros roubados no meio da madrugada, pescava no oceano e viajava pelo mundo em busca de comidas finas. Eu via outras pessoas ao meu redor, e elas também estavam se esforçando para comer bem, usar coisas legais e desfrutar de coisas boas. Sentia que essas coisas eram o motivo do trabalho da vida de um homem, que era por elas que uma pessoa devia se esforçar para ganhar dinheiro, que eram o objetivo de vida que todos deveriam ter. Somente com essas coisas a vida não seria em vão. Para obtê-las, eu não me importava com a distância que eu tinha que percorrer, então cruzei o oceano para vir para os Estados Unidos, e, depois de lutar por vários anos, abri meu próprio negócio. Eu tinha meu próprio carro e minha própria casa. Estava vivendo a vida abençoada que sonhei. Todos os dias eu comia, bebia e buscava prazeres até ficar satisfeito e com o coração contente. Eu pensava que somente vivendo dessa maneira a vida tinha algum significado, e foi assim até que recebi a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias. Só depois de experimentar o julgamento e o castigo de Deus me tornei consciente do que é uma vida verdadeiramente significativa, e então saí andando pela brilhante senda da vida.

Em maio de 2016, minha esposa anunciou para mim o evangelho do reino de Deus Todo-Poderoso. Ao ler a palavra de Deus Todo-Poderoso, tomei conhecimento de Seu plano de gestão de seis mil anos para salvar a humanidade. Também entendi que Deus Todo-Poderoso é Deus Jeová que tirou os israelitas do Egito, que Ele é o Senhor Jesus que redimiu a humanidade sendo pregado na cruz, e que agora Ele retornou encarnado para expressar a verdade e realizar a obra de julgar, purificar e salvar o homem... Em pouco tempo, comecei a participar da vida eclesial na Igreja de Deus Todo-Poderoso e entrei em contato com os irmãos e irmãs que lá estavam. Vi que todos eram muito sinceros, não havia pretensão ou gracejo vazio nas palavras que diziam, e estar em contato com eles me dava uma sensação de libertação que nunca havia sentido.

Quando comecei a frequentar as reuniões da igreja, sentia-me renovado, queria reunir-me com os irmãos e irmãs para buscar a verdade de maneira apropriada e perseguir uma mudança em meu caráter de vida. Mas, como, até o momento, eu tinha cobiçado o conforto da carne e perseguido os prazeres da vida, não conseguia deixar de viver meu caráter corrupto, embora tivesse o desejo de me congregar e buscar a verdade. Certa vez, um amigo me convidou para jantar no mesmo horário de uma reunião da igreja, o que me deixou muito desconfortável. Devo ir ou não? Fiquei com essa questão na cabeça: Já tem algum tempo que não saio para me divertir. Não foi fácil para o meu amigo me convidar, portanto devo ir. Afinal, meus amigos não me convidam para sair todos os dias e irei à igreja da próxima vez. Então, eu disse que tinha um compromisso, deixei de ir à igreja e fui ao jantar. Nós comemos, bebemos, fomos ao karaokê, mas, no caminho de volta para casa, eu não me sentia nem um pouco feliz. Eu sentia um vazio indescritível no fundo do meu coração e também tinha sentimentos de culpa. Lembrei-me do passado. Quando eu estava comendo com amigos, eles eram todos muito cordiais comigo à mesa de jantar, mas estavam tramando, planejando e tentando descobrir como me enganar por causa do meu dinheiro. Lidar com todos eles me deixou cansado. Eu simplesmente não conseguia encontrar ninguém para conversar sobre as coisas que me importavam. Eu saí hoje, comi e bebi para satisfazer meu coração, também agradei meus amigos, mas o que ganhei de verdade? Eu estava vazio e desamparado, sentia que havia decepcionado Deus e estava com pena de meus irmãos e irmãs.

No entanto, esse vazio no meu espírito, esse sentimento de culpa que eu ainda sentia não conseguiam me libertar das tentações do mundo dos prazeres sensuais. Em meu coração, eu ainda estava ansioso para me abandonar a uma vida de prazer, a coisas que pertencem à carne, mas Deus arranjou as coisas e criou um ambiente de uma maneira prática para mudar minhas visões errôneas sobre a busca. Com o Dia da Independência chegando, minha esposa sugeriu: “Vamos fazer uma celebração simples, e depois, com o tempo que tivermos, poderemos ler um pouco mais da palavra de Deus e assistir a alguns vídeos da família de Deus para que possamos ser equipados com mais da verdade e entender a graça da salvação de Deus”. Mas não levei a sério as palavras da minha esposa e comecei a fazer os preparativos para celebrar o feriado. Escolhi com cuidado a rota que iria tomar, fui ao mercado e comprei toda a comida e outras coisas que eu precisaria. Decidi ir com minha esposa para o litoral e fazer nosso próprio churrasco. Então, quando chegou o Dia da Independência, eu e minha esposa fomos felizes para o carro. Inesperadamente, houve um engarrafamento durante todo o caminho e, na metade da viagem, percebemos que o GPS não estava funcionando, portanto estávamos indo na direção errada. Não foi fácil chegar ao nosso destino, e no final, quando estávamos na praia, os ventos eram muito fortes, impossibilitando nosso churrasco. Então, minha esposa me pediu para dar meia-volta e voltar para casa, mas eu não estava disposto a fazê-lo. Insisti para que continuássemos dirigindo em busca de um parque próximo onde pudéssemos fazer nosso churrasco, mas os três parques que visitamos estavam tão cheios que não havia lugar para estacionar. Só depois de tudo isso eu decidi, embora ainda relutante, voltar para casa. A estrada para casa estava tão engarrafada quanto antes. Nós havíamos planejado um churrasco para o almoço, mas já passava das quatro da tarde e não tínhamos preparado nada. Nós estávamos morrendo de fome. Normalmente, sou muito confiante, mas naquele momento eu tinha perdido a calma e não queria dizer nada. Simplesmente fiquei em silêncio e dirigi, sentindo-me infeliz. Foi nessa hora que o carro na minha frente freou de repente e eu tive que fazer o mesmo. Embora eu não tenha batido no carro da frente, fui atingido pelo veículo que vinha atrás. Felizmente, ninguém se machucou e o carro só amassou um pouco. Eu sabia que Deus permitiu o que aconteceu e não queria culpar o outro motorista, portanto, fui embora. Pensei: todos esses planos cuidadosos que fiz para o feriado foram um esforço desperdiçado, é verdade que os planos nunca conseguem acompanhar as mudanças e tudo é organizado por Deus. Várias coisas aconteceram e fiquei arrependido. Eu não deveria ter saído hoje para buscar os prazeres da vida. Eu não deveria ter confiado no meu próprio temperamento!

Quando chegamos em casa, minha esposa e eu lemos juntos várias passagens da palavra de Deus: “Mais e mais pessoas consideram como mitos e lendas os registros da obra de Deus e de Suas palavras na era do Antigo Testamento. No seu coração, essas pessoas se tornam indiferentes e à grandeza de Deus, ao dogma de que Deus existe e mantém a soberania sobre todas as coisas. A sobrevivência da humanidade e o destino de países e nações não têm mais importância para elas. O homem vive em um mundo vazio, preocupado apenas com comer, beber e buscar o prazer... Poucas pessoas tomam para si a tarefa de procurar onde Deus realiza a Sua obra hoje ou de observar como Ele preside e organiza o destino do homem” (de ‘Deus preside o destino de toda a humanidade’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Parece um mundo de alegria e esplendor que está ficando cada vez mais assim. Quando as pessoas olham para o mundo, seu coração é atraído por ele, e muitas são incapazes de se desvencilhar dele; […] Se você não lutar pelo progresso e não tiver ideais, será levado por essa onda de pecado” (de ‘Prática (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus Todo-Poderoso tornam a essência das tendências do mundo muito simples e claras. As tendências do mundo são apenas mais uma forma de Satanás seduzir o homem e torná-lo depravado. São esquemas e truques feitos para devorar o homem. Satanás usa a comida, a bebida, a busca do prazer e outras coisas da carne para enganar e prender o ser humano. Quando o coração do homem for possuído por essas coisas que pertencem à carne, ele não estará mais inclinado a buscar coisas positivas e ficará cada vez mais distante de Deus, o que fará com que ele seja devorado e capturado por Satanás. Através da leitura da palavra de Deus, percebi que meus pontos de vista sobre a busca estavam completamente errados. Não importa com o que eu me preocupe, seja comer, beber, perseguir prazeres da carne ou buscar uma vida onde eu esteja acima dos outros, essas coisas são todas resultado de Satanás corrompendo a raça humana. Eu confirmei através de minhas próprias experiências que, quando alguém persegue essas coisas que pertencem a Satanás, essa pessoa fica cada vez mais depravada e pervertida. Isso apenas aumentará sua ganância, seu egoísmo, sua maldade e sua traição. Ela viverá em pecado e não terá a humanidade normal. Mesmo que o homem obtenha e desfrute cada vez mais dessas coisas, no final, ele ainda sentirá um grande vazio. Se o homem possuísse todas essas coisas, mas não se colocasse diante de Deus, a vida seria em vão e não teria significado nem valor. Apenas colocando-se diante de Deus, crendo Nele e O adorando, o homem seguirá a senda de uma vida apropriada e se libertará de uma vida de vazio e maldade. Então, decidi mudar a maneira como vivo minha vida e trilhar a senda certa da vida.

Quando vi meus irmãos e irmãs se dedicando ativamente a Deus, quando vi sua devoção no cumprimento de seus deveres e na busca de uma vida significativa, também senti o desejo de buscar essas coisas e viver da maneira que as pessoas verdadeiras vivem, conforme exigido por Deus. Então, além das reuniões regulares, eu também queria encontrar tempo para realizar meus próprios deveres. Nesse período, a igreja arranjou algumas tarefas para mim. Eles queriam que eu levasse duas de nossas irmãs de carro a algum lugar, e queriam que eu as pegasse de volta na semana seguinte. A primeira vez que recebi essa tarefa, concordei com alegria. Mas quando elas saíram, pensei mais um pouco e até me arrependi: “Cara, vou ter que levar as irmãs no meu dia de folga e na próxima semana eu tenho que ir buscá-las. Vou ter que acordar muito cedo nesses dois dias. Não importa o tempo de viagem, o problema é que aquela estrada fica congestionada com facilidade. É melhor ir de manhã cedo, porque há menos carros, mas como saber quanto tempo vou ficar no trânsito no caminho de volta? Todo o meu tempo será desperdiçado parado no trânsito, e eu não terei meu dia de folga”. Quando minha esposa me ouviu reclamar, ela comungou comigo: “Realizar suas tarefas não é tão simples quanto você imaginou. Isso vai requerer que você coloque a verdade em prática. Praticar a verdade é abandonar a carne, e isso significa que você sofrerá dificuldades e pagará um preço. Pense nisso, você costumava sair e beber, comer e buscar prazeres, e mesmo quando o dia era cansativo e pouco divertido, nunca reclamava. Mas agora você recebeu uma tarefa e precisa gastar parte do seu tempo nela, percorrendo um caminho cheio de dificuldades, seu coração não quer fazer isso. Esse dever, embora pareça algo que foi arranjado para você por seus irmãos e irmãs, na realidade não é para uma pessoa em particular que você o está cumprindo, mas para satisfazer a Deus e retribuir o amor Dele. Esse dever foi dado a você hoje, esse é o amor e inspiração de Deus descendo sobre você. Você deveria amar isso. Não se arrependa de seu primeiro dever”. Depois que disse isso, ela leu uma passagem da palavra de Deus para mim: “Tudo o que você faz exige que pague um certo preço em seus esforços. Sem sofrimento real, você não pode satisfazer a Deus, nem chegar perto de satisfazer a Deus, e você está apenas dizendo expressões vazias! Essas expressões vazias podem satisfazer a Deus? Quando Deus e Satanás lutam no reino espiritual, como você deve satisfazer a Deus e como você deve permanecer firme em seu testemunho a Ele? Você deve saber que tudo o que acontece com você é uma grande provação e é o momento em que Deus precisa que você dê testemunho. Externamente, podem não parecer grande coisa, mas quando essas coisas acontecem, mostram se você ama a Deus ou não. Se você O ama, será capaz de permanecer firme em seu testemunho a Ele, e se você não coloca o amor Dele em prática, isto mostra que você é alguém que não pratica a verdade, está sem a verdade e sem vida, e que você é palha! Tudo o que acontece com as pessoas é quando Deus precisa que elas permaneçam firmes em seu testemunho Dele. Nada muito grande tem acontecido com você atualmente, e você não dá um grande testemunho, mas cada detalhe de sua vida diária se relaciona com o testemunho de Deus” (de ‘Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Quando terminei de ler a palavra de Deus Todo-Poderoso e de ouvir as palavras de minha esposa, percebi que Deus me dava esse dever. Ele estava me dando um teste real para ver se eu poderia ou não satisfazê-Lo e suportar as dificuldades. Mas eu só pensava em meus interesses carnais e em meus próprios ganhos e perdas. Eu não estava disposto a sofrer e pagar um preço enquanto cumpria meus deveres, em vez disso, eu ficava reclamando das coisas. Eu vi que estava sendo extremamente egoísta, que em meu coração as delícias da carne como beber, comer e outros prazeres já haviam superado Deus. Eu ficava feliz em gastar o que eu tivesse, pagar qualquer preço para comer, beber e buscar prazer, mas quando me foi dado um dever que exigia que eu sofresse e pagasse um preço, comecei a calcular meus ganhos e perdas, e eu não estava disposto a praticar a verdade a fim de satisfazer a Deus. Esses meus pensamentos e ações fariam Satanás rir de mim e não permitiriam que eu desse testemunho de Deus. Depois que entendi essas coisas, coloquei-me diante de Deus e orei para que Ele me desse a vontade para abandonar minha carne e não seguir mais Satanás, para que eu pudesse dar testemunho de Deus e derrotar Satanás na luta espiritual na qual eu estava envolvido! Depois que mudei minha atitude sobre o dever, em minha cooperação prática, eu enxerguei a bênção de Deus. Não importava se eu estava indo levar as irmãs ou buscá-las, não havia engarrafamento em nenhuma direção. Ele superou completamente minha imaginação e minhas concepções foram contrariadas. Eu experimentei, pela primeira vez, o sentimento de paz e felicidade que o dever cumprido trouxe para mim, e também vi que quando as pessoas abandonam a carne e praticam satisfazer a Deus, Ele abre o caminho para elas e também permite que entendam a verdade e vejam as ações Dele. De repente, senti que isso me deixava mais feliz do que sair de férias ou comer refeições extravagantes. Como se vê, fazer isso em um dia de descanso não é uma perda de tempo. É realmente muito significativo!

Dentro dessas experiências práticas, pude conhecer o doce sabor de abandonar minha carne e realizar o dever de satisfazer a Deus. Vi que tudo o que Deus faz é para me salvar da obscura influência de Satanás, de modo que um dia, muito em breve, eu possa trilhar a senda certa da busca da verdade. Todas essas coisas são o amor e a salvação de Deus. Alguns dias se passaram e, então, recebi um telefonema de um dos irmãos. Ele me perguntou se eu estava ou não disposto a ir para outro estado para pegar alguns irmãos e irmãs, e concordei sem a menor hesitação. Dessa vez, quando o dever chegou até mim, não reclamei. Eu estava perfeitamente disposto e feliz em fazer o que deveria, e a viagem ocorreu sem impedimentos. Depois que deixei os irmãos e irmãs com segurança em seu destino, fiquei orgulhoso de mim mesmo, porque essa era a primeira vez que eu cumpria um dever de boa vontade, sem nenhuma impureza. Isso também me ensinou que cumprir o dever que uma criatura deve desempenhar é a coisa mais significativa que se pode fazer. Eu não estava mais querendo beber, comer e buscar prazeres, não estava mais querendo perseguir os prazeres da carne, e tudo o que eu queria era seguir, aceitar e praticar a verdade, para que algum dia eu pudesse me tornar alguém que realmente ama a Deus. Essas pequenas coisas que aconteceram em minha vida vieram me transformar de maneiras que sequer tenho consciência. Minha vida não é mais podre e depravada como no passado. Eu comecei a mudar e a trabalhar ativamente pelas coisas. É como se um novo capítulo da minha vida tivesse iniciado. Em meu coração, sinto uma doçura e um prazer que nunca experimentei antes, e sou grato a Deus Todo-Poderoso por me conduzir pela brilhante senda da vida. Toda a glória seja para Deus Todo-Poderoso!

Conteúdo Relacionado