Pergunta 4: Todos nós cremos no Senhor por muitos anos e sempre seguimos o exemplo de Paulo em nosso trabalho para o Senhor. Fomos fiéis ao nome e ao caminho do Senhor, e a coroa de justiça certamente nos aguarda. Hoje, precisamos nos concentrar apenas em trabalhar arduamente para o Senhor e ficar atento ao Seu retorno. Somente assim podemos ser levados ao reino dos céus. Isso porque, na Bíblia, é dito que “e que os que por mim esperam não serão confundidos” (Isaías 49:23). Nós cremos na promessa do Senhor: Ele nos levará para o reino dos céus quando voltar. Pode, de fato, haver algo errado nessa prática?

Pergunta 4: Todos nós cremos no Senhor por muitos anos e sempre seguimos o exemplo de Paulo em nosso trabalho para o Senhor. Fomos fiéis ao nome e ao caminho do Senhor, e a coroa de justiça certamente nos aguarda. Hoje, precisamos nos concentrar apenas em trabalhar arduamente para o Senhor e ficar atento ao Seu retorno. Somente assim podemos ser levados ao reino dos céus. Isso porque, na Bíblia, é dito que “e que os que por mim esperam não serão confundidos” (Isaías 49:23). Nós cremos na promessa do Senhor: Ele nos levará para o reino dos céus quando voltar. Pode, de fato, haver algo errado nessa prática?

Resposta: Ao vigiar para a chegada do Senhor, a maioria das pessoas acredita que precisa apenas trabalhar com afinco para o Senhor e seguir o exemplo de Paulo para serem levadas ao reino dos céus quando o Senhor voltar. Elas acham que esta prática é a correta e ninguém discorda. Nós, que acreditamos em Deus, devemos buscar a verdade em todas as coisas. Embora esta prática esteja de acordo com os conceitos das pessoas, ela está de acordo com a vontade de Deus? Acho que deveríamos saber: as palavras de Deus são a base de nossas ações, são o padrão pelo qual todas as pessoas, coisas e assuntos são medidos. Se praticarmos de acordo com as palavras de Deus, certamente teremos a aprovação de Deus. Se formos contra as palavras de Deus e agirmos de acordo com nossos conceitos e imaginações, seremos detestados e rejeitados por Deus. Podemos mesmo ir para o reino dos céus por vigiar, aguardar e trabalhar com ardor para o Senhor? Vejamos o que o Senhor Jesus disse: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi claramemnte: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade” (Mateus 7:21-23). Segundo as palavras do Senhor Jesus, vemos que Ele disse apenas “mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.” Ele não disse que todos que são fiéis ao nome do Senhor Jesus e obram muito para o Senhor serão recompensados e entrarão no reino dos céus. Isso não é verdade? Se, como em nossos conceitos, todos que preservam o nome do Senhor e trabalham arduamente para Ele entram no reino dos céus, por que alguns que pregavam e expulsavam demônios em nome do Senhor Jesus foram condenados como malfeitores pelo Senhor? Isto mostra que trabalhar arduamente para o Senhor não é necessariamente o mesmo que fazer a vontade de Deus. Porque muitas pessoas se esforçam pelo Senhor para serem abençoadas, e não por verdadeiramente obedecer a Deus. Seu caráter satânico ainda está lá. Elas ainda têm conceitos sobre Deus e ainda desobedecem, se opõem a Ele e O condenam. Alguns até odeiam a verdade, como os fariseus. Não importa o quanto elas trabalham para o Senhor, como elas podem fazer a vontade de Deus? Em sua natureza, essas pessoas se opõem a Deus. Entrar no reino dos céus só por trabalhar arduamente para o Senhor, é algo intolerável para os Céus! Não concordam?

Então, a quem exatamente se refere aqueles que fazem a vontade de Deus? Aqueles que fazem a vontade de Deus são os que Lhe obedecem. Obediência a Deus é mostrada por se magnificar a Deus, reverência e submissão à obra de Deus, praticar e vivenciar a palavra de Deus, e assim ganhar conhecimento de Deus, ter amor verdadeiro por Ele e ser capaz de testemunhá-Lo. Isso é demonstrado pela não resistência ou traição a Deus, não importa o momento ou as circunstâncias. Quem consegue isso são os cumpridores da vontade de Deus. Já vimos que, apesar de eles trabalharem muito para o Senhor e fazerem grandes sacrifícios, muitos daqueles que creem no Senhor fazem isso para serem recompensados e entrar no reino dos céus e desfrutar de ricas bênçãos. Não é para amar a Deus e obedecer-Lhe. Esta devoção a Deus nada mais é do que fazer um acordo com Ele. Apesar de trabalhar arduamente para Deus, muita gente jamais colocou a verdade em prática, nem exaltam ou testemunham por Deus. Em vez disso, idolatram a si mesmas e fazem com que os outros as adorem e as sigam. Tudo o que fazem é para manter sua própria posição e proveitos. São essas as pessoas que praticam as palavras de Deus e Lhe obedecem? São elas que fazem a vontade de Deus? Essas pessoas servem a Deus, mas também se opõem a Ele, são os fariseus hipócritas. Pode-se dizer que são os malfeitores. Como as pessoas podem se qualificar para entrar no reino dos céus? Vemos então que quem parece trabalhar intensamente para o Senhor, ainda não colocou a verdade em prática, não exalta e testemunha Deus para amá-Lo e fazer a Sua vontade. Tais pessoas não fazem a vontade de Deus! Elas trabalham para o Senhor para receber Suas bênçãos e entrar no reino dos céus, mas ainda não há nenhuma mudança em seu caráter, elas ainda se opõem a Deus. Como os fariseus, apenas fingem ser boas e no final serão amaldiçoadas por Deus! Deus Todo-Poderoso diz: “Eu decido o destino de cada pessoa não com base na idade, senioridade, quantidade de sofrimento, nem muito menos, o grau em que ela causa compaixão, mas de acordo com ela possuir ou não a verdade. Não há outra escolha além dessa. Vocês devem entender que todos os que não seguem a vontade de Deus serão punidos. Esse é um fato imutável. Logo, todos os punidos assim o são para a justiça de Deus e como retribuição por seus numerosos atos malignos” (‘Você deve preparar boas ações suficientes para seu destino’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus Todo-Poderoso deixam muito claro. O entrar ou não no reino dos céus não se baseia no quanto trabalhamos ou sofremos. Baseia-se em colocarmos em prática ou não as palavras de Deus, em seguirmos ou não Seus mandamentos e em fazermos ou não Sua vontade. Esses são os critérios e princípios da entrada no reino dos céus. E ainda há quem defenda cegamente as palavras de Paulo: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, […]” (2 Timóteo 4:7-8). Eles tomam as ideias falaciosas de Paulo como base teórica para a entrada no reino dos céus. Portanto, independentemente do quanto sofram ou se sacrifiquem, essas pessoas não são aprovadas por Deus, muito menos entrarão no reino dos céus!

Nós só comungamos que as pessoas só podem entrar no reino dos céus, fazendo a vontade do Pai celestial. Então, quais são os requisitos de Deus para que vigiemos e aguardemos a chegada do Senhor? Muitas pessoas acreditam que basta trabalhar arduamente para o Senhor, sofrer enquanto carregam a cruz e serem fiéis ao nome do Senhor. Ao agir assim, elas acreditam que estão vigiando e aguardando, e quando o Senhor voltar, Ele não as abandonará. Na verdade, Jesus falou claramente sobre o vigiar e o aguardar. “Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!” (Mateus 25:6). Também pelo Apocalipse, “Eis que venho como ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia, e guarda as suas vestes, para que não ande nu, e não se veja a sua nudez” (Apocalipse 16:15). “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo” (Apocalipse 3:20). No livro do Apocalipse há ainda várias passagens citando que “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas”. Vemos claramente nessas profecias que quando o Senhor Jesus voltar durante os últimos dias, Ele vai falar às igrejas. Assim, o Senhor pediu para sermos virgens sábias e que prestemos atenção à voz Dele. Precisamos sair e receber o Senhor assim que ouvirmos Sua voz. Só então seremos aqueles que vigiam e aguardam pelo retorno do Senhor e que vão à ceia das bodas do Cordeiro e serão levados ao trono de Deus. As bodas do Cordeiro profetizadas no livro do Apocalipse referem-se a aceitar o julgamento e castigo de Deus nos últimos dias, e deleitar-se nas águas do rio da vida que flui do trono de Deus. Ou seja, aceitar todas as verdades expressas por Cristo dos últimos dias, e, finalmente, ser purificado por Deus para se tornar um vencedor. Só estes vencedores entrarão no reino dos céus. Hoje, Cristo dos últimos dias, Deus Todo-Poderoso expressou todas as verdades para a salvação e a purificação do homem. As palavras de Deus Todo-Poderoso foram publicadas on-line para que pessoas de países e territórios de todo o mundo possam buscar e examinar Ao buscarem e examinarem as palavras e a obra de Deus Todo-Poderoso, aquelas virgens sábias reconheceram a voz de Deus e voltaram a ficar diante de Seu trono. Somente pessoas assim é que estão participando da ceia das bodas do Cordeiro e são elas que Deus fará vencedoras antes do desastre. Pode-se dizer que apenas essas pessoas entrarão no reino dos céus. Mas muitas pessoas acreditam que vigiar e aguardar a vinda do Senhor envolve apenas obrar arduamente para Ele. Na grande questão da vinda do Senhor, elas não buscam a verdade. Elas se apegam cegamente aos seus conceitos e imaginações e se recusam a ouvir a voz de Deus, e nunca contemplam a aparição do Senhor. Assim, vigiar e aguardar não é nem real nem significativo. Vigiar e aguardar não tem nada a ver com nossas ações. O importante é se ouvimos ou não a voz do Senhor, e se O receberemos ou não quando Ele voltar. O importante é se alcançamos ou não este resultado. Vamos ler outra passagem das palavras de Deus Todo-Poderoso. “A volta de Jesus é uma grande salvação para aqueles que são capazes de aceitar a verdade, mas para aqueles que são incapazes de aceitar a verdade, é um sinal de condenação. Vocês devem escolher sua própria senda e não devem blasfemar contra o Espírito Santo nem rejeitar a verdade. Vocês não devem ser pessoas ignorantes e arrogantes, mas pessoas que obedecem a direção do Espírito Santo e almejam e buscam a verdade; somente assim vocês serão beneficiados. Eu os advirto a trilhar a senda da fé em Deus com cuidado. Não tirem conclusões precipitadas; e mais, não sejam casuais e despreocupados em sua crença em Deus. Vocês devem saber que, no mínimo, aqueles que acreditam em Deus devem ser humildes e reverentes. Aqueles que ouviram a verdade e ainda assim desdenham dela são tolos e ignorantes. Aqueles que ouviram a verdade e ainda assim negligentemente tiram conclusões precipitadas ou a condenam estão tomados de arrogância. Ninguém que crê em Jesus está qualificado a amaldiçoar ou condenar outros. Todos vocês devem ser pessoas racionais e que aceitem a verdade” (‘Quando você contemplar o corpo espiritual de Jesus será quando Deus terá feito novo Céu e nova terra’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Hoje, o Deus Todo-Poderoso encarnado faz a obra de julgamento dos últimos dias. Ao expressar a verdade, Deus Todo-Poderoso revela todo tipo de homem. E a ovelha de Deus ouve a voz de Deus. Todos que buscam e avaliam o verdadeiro caminho e aceitam a verdade, são salvos por Deus. Ao mesmo tempo, Deus revela essas pessoas más, que são arrogantes e que não aceitam a verdade, assim como os anticristos que condenam e blasfemam contra Deus Todo-Poderoso. Essas pessoas são condenadas e eliminadas por Deus. Hoje a obra de Deus que se fez carne está quase chegando ao fim. Ou seja, a obra de julgamento começando a partir da casa de Deus basicamente terminou. Então a obra do arrebatamento da igreja vai terminar em breve. As virgens sábias não deveriam demorar para examinar e aceitar a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias. Se não o fizerem, as portas da salvação serão fechadas. Se você esperar até que o Senhor apareça publicamente sobre uma nuvem, você pode pensar nas palavras do Senhor: “Porque me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram e creram” (João 20:29). Não sei se essas palavras significam receber aprovação de Deus ou ser condenado por Deus.

do roteiro do filme Esperando

Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino

Cores sólidas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Direção de Rolagem

Pergunta 4: Todos nós cremos no Senhor por muitos anos e sempre seguimos o exemplo de Paulo em nosso trabalho para o Senhor. Fomos fiéis ao nome e ao caminho do Senhor, e a coroa de justiça certamente nos aguarda. Hoje, precisamos nos concentrar apenas em trabalhar arduamente para o Senhor e ficar atento ao Seu retorno. Somente assim podemos ser levados ao reino dos céus. Isso porque, na Bíblia, é dito que “e que os que por mim esperam não serão confundidos” (Isaías 49:23). Nós cremos na promessa do Senhor: Ele nos levará para o reino dos céus quando voltar. Pode, de fato, haver algo errado nessa prática?

Velocidade

Pergunta 4: Todos nós cremos no Senhor por muitos anos e sempre seguimos o exemplo de Paulo em nosso trabalho para o Senhor. Fomos fiéis ao nome e ao caminho do Senhor, e a coroa de justiça certamente nos aguarda. Hoje, precisamos nos concentrar apenas em trabalhar arduamente para o Senhor e ficar atento ao Seu retorno. Somente assim podemos ser levados ao reino dos céus. Isso porque, na Bíblia, é dito que “e que os que por mim esperam não serão confundidos” (Isaías 49:23). Nós cremos na promessa do Senhor: Ele nos levará para o reino dos céus quando voltar. Pode, de fato, haver algo errado nessa prática?